Ah, a ironia: escolas norte-americanas usarão dinheiro da Microsoft para comprar iPads

Livros didáticos (textbooks) em iPads

Os benefícios do uso de iPads no mercado educacional são vários. Não à toa, a Apple realizou um evento no dia 19 de janeiro anunciando o iBooks 2, o iBooks Author, o aplicativo iTunes U e uma revolução que ela pretende fazer com a introdução de uma nova geração de livros didáticos.

Livros didáticos (textbooks) em iPads

Exatamente por isso que algumas escolas de Madison (capital do Estado de Wisconsin) reconheceram os benefícios da tablet da Apple e pretendem comprar 1.400 iPads ao longo de 2012. Mas a ironia disso tudo é que o dinheiro para tal virá de um processo de 1998, no qual 19 Estados norte-americanos processaram a Microsoft, acusando-a de abuso de poder — consequentemente prejudicando a concorrência. Wisconsin levou US$224 milhões, contudo apenas US$80 milhões ficaram para o estado — o resto foi direto para as mãos de residentes. Parte desse montante será usado para equipar escolas com iPads e outros tipos de gadgets como laptops, projetores, quadros inteligentes, etc.

Bill Smojver, diretor técnico de serviços das escolas da cidade, falou para o Wisconsin State Journal que tablets são mais baratas, mais portáteis e mais fáceis de usar que computadores convencionais. Para o diretor, os novos iPads permitirão que estudantes compartilhem facilmente seus trabalhos, habilitando escolas a trocar os atuais livros acadêmicos por apps, ebooks e livros didáticos digitais; Smojver destacou que os recentes anúncios da Apple foram “bastante significativos”.

Se antes mesmo disso a empresa já contabilizava 1,5 milhão de iPads sendo usados em escolas, imagina agora…

[via Electronista]

Posts relacionados

Comentários