Bug do iMessage coloca empregado da Apple em saia justa

Ícone - iMessage

Senta que lá vem história, e essa envolve um iPhone, um bug e um empregado da Maçã. O filho de uma amiga de Sam Biddle, editor do Gizmodo, teve problemas com seu iPhone 4. A mãe deixou a criança na escola e passou em uma Apple Retail Store para reparar o problema. O staff da loja resolveu, não fosse por um detalhe: o aparelho, de alguma forma, ficou atrelado ao ID da Apple de uma pessoa chamada pelos amigos de Wiz. Mesmo depois de várias restaurações, as mensagens para Wiz continuavam pipocando no iPhone 4 da criança.

Publicidade

iMessage rodando em iPhones 4S

Já falamos desse problema com iMessages no final do ano passado, e o quão perigoso ele pode ser se o aparelho cair em mãos erradas. Só que, dessa vez, felizmente, aconteceu com “pessoas do bem” — não tão do bem assim, já que espalharam as mensagens internet afora, enfim…

O problema é que a coisa se transformou praticamente em uma “escuta não solicitada”, e toda a vida de Wiz rapidamente ficou ali, disponível para quem tivesse acesso ao telefone. E, quando digo vida, falo de tudo mesmo: trabalho, vida sexual, endereço, perfil no Facebook, local da academia, entre outras coisas. E o pior: Wiz não teria como desconfiar de nada. Tudo isso aconteceu *só* porque Wiz colocou seu Micro-SIM no aparelho em questão enquanto fazia o reparo — uma ironia e tanto, não? Um bug da Apple, prejudicando um funcionário da empresa…

Bem, torçamos para que a Apple esteja por dentro do bug envolvendo o iMessage e que corrija isso o mais rápido possível — quem sabe com a liberação do iOS 5.1, que deve ocorrer em breve. Enquanto isso, muito cuidado com o serviço de mensagens da Maçã. E que a criança em questão não tenha lido nada — já que o conteúdo definitivamente não era apropriado para ela.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…