Pesquisa: iPhones se desvalorizam mais devagar que smartphones com Android ou BlackBerries

Priceonomics sobre desvalorização de smartphones

Há alguns anos, comprávamos um celular e podíamos usá-lo até dizer “chega”, quando ele já estava num estado lastimável — e aí ninguém pensava em revendê-lo ou coisa do tipo. Hoje isso não se aplica mais, até porque muita gente troca de aparelho anualmente.

Por isso, na hora de avaliar que modelo comprar não basta levar em consideração visual, apps, características técnicas e afins, mas principalmente qual o ritmo de desvalorização do produto. E, neste quesito, ao menos segundo uma pesquisa realizada pela Priceonomics, a Apple está na frente.

Priceonomics sobre desvalorização de smartphones

Como dá pra ver pelo gráfico acima, após 18 meses iPhones costumam valer ainda 53% do preço original, enquanto smartphones com Android caem para 42% e BlackBerries para 41%. Um dos grandes pontos negativos do sistema operacional móvel do Google é que aparelhos antigos (às vezes nem tanto assim) não são capazes de rodar as últimas versões dele. O iOS 5, por sua vez, roda até mesmo em iPhones 3GS, que farão três anos(!) de lançados daqui a alguns meses.

Analisando os mesmos dados sob outra perspectiva, o gráfico a seguir mostra o custo total de posse de aparelhos — isto é, quanto você gasta com o hardware por mês. O iPhone foi o menor de todos, com US$13,20, seguido pelo BlackBerry e pelo Android:

Priceonomics sobre desvalorização de smartphones

Pra terminar, um gráfico geral de depreciação dos smartphones:

Priceonomics sobre desvalorização de smartphones

Se você estava buscando mais um motivo pelo qual optar por iPhones, taí. 😉

[via TechCrunch]

Posts relacionados

Comentários