Presidente da Fair Labor Association fala sobre as condições de trabalho em fábricas da Foxconn

Auret van Heerden

A despeito de críticas, a Fair Labor Association — mais nova parceira da Apple — já iniciou seus trabalhos e está vistoriando algumas fábricas da Foxconn, responsáveis pela fabricação de iProducts.

Publicidade

Auret van Heerden

O resultado final deste trabalho ainda vai demorar um pouco para ser apresentado, contudo, conforme informa a Reuters, uma declaração do presidente da associação, Auret van Heerden, já nos dá uma prévia do que veremos pela frente. Para ele, “as instalações são de primeira classe, e as condições físicas são muito, muito acima da média da norma.”

Auret van Heerden disse ainda que a instalação visitada é muito tranquila se comparada a uma fábrica de roupas. Para eles, os problemas que podem ter gerado os suicídios possivelmente foram o tédio, a monotonia ou até mesmo a alienação — todos relacionados ao emocional, coisa que demorou bastante para os gestores perceberem. Ele rejeitou ainda a ideia de que a FLA dará um parecer superficial e favorável às fornecedoras da Apple.

Publicidade

A Apple não precisava se juntar à FLA. Nosso sistema é muito difícil. Tratam-se de visitas sem aviso prévio, acesso completo [aos locais] e relatórios públicos. Se a Apple quisesse tomar o caminho mais fácil, havia uma série de opções disponíveis para eles. O fato de se juntarem à FLA mostra que eles levam a coisa realmente a sério, e que querem elevar o nível de exigência.

As vistorias estão sendo realizadas por 30 membros da FLA em duas fábricas da Foxconn: uma em Shenzhen e outra em Chengdu. Ao todo, serão entrevistados cerca de 35.000 empregados, os quais responderão diversas perguntas relacionadas à montagem de iProducts, instalações da fábrica, pagamentos de salários, contratos, etc.

[via The Loop]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…