Analista é preso por revender informações confidenciais da Apple

Algema

AlgemaNão é a primeira vez que pessoas são presas pela prática de insider trading (tráfico de informações). Dessa vez, de acordo com a Reuters, o analista John Kinnucan foi preso baseado em cinco acusações: duas envolvendo fraudes, duas conspirações — além de outra acusação da SEC (Securities and Exchange Commission), relacionada a informações privilegiadas.

Entre 2008 e 2010, Kinnucan “comprou” informações de fornecedoras da Apple (SanDisk e Flextronics) a fim de revender para outras pessoas do mercado financeiro. Os lucros de seus clientes estão estimados em US$1,58 milhão — obviamente Kinnucan também fez bastante dinheiro vendendo tais informações.

Ele ficou “conhecido” pela mídia em 2010, quando o FBI pediu sua cooperação em uma investigação. Kinnucan recusou, alertando ainda outras pessoas envolvidas no esquema sobre o perigo. Ao todo, a operação Perfect Hedge já acusou/prendeu mais de 60 pessoas ligadas a esquemas de informações privilegiadas.

Isso que dá, escolher o caminho “mais fácil”.

[via AppleInsider]

Posts relacionados

Comentários