comScore: iPhones foram os aparelhos mais vendidos nos Estados Unidos e nos principais países europeus em 2011

Logo da comScore

A comScore, através do seu estudo “2012 Mobile Future in Focus”, colocou iPhones como líderes no ranking de aparelhos mais vendidos durante o ano passado, tanto nos Estados Unidos quanto no EU5 (grupo composto por França, Alemanha, Itália, Espanha e Reino Unido).

Pesquisa - comScore

Nos EUA, o iPhone 4 ocupou a primeira posição do ranking, seguido pelo iPhone 3GS e pelo 4S — lembrando que o novo smartphone da Maçã foi lançado em outubro, ou seja, teve “apenas” 3 meses de vida contra 12 dos outros. Já no grupo EU5, o iPhone 4S passou para a quinta posição — a terceira e a quarta foram ocupadas por dois modelos de smartphones Galaxy, da Samsung.

O Android abocanhou cerca de 50% do mercado, enquanto o iOS ficou na casa dos 30%, com a Research In Motion sendo a grande prejudicada da história.

Interessante notar a força do iPhone 3GS que, mesmo sendo um aparelho “velho”, ainda é o escolhido por muita gente, como nos mostra a pesquisa. Dificilmente um aparelho de outra fabricante tem uma vida tão longa assim — acredito que o iPhone 4 vá trilhar o mesmo caminho que o 3GS.

Abaixo, um ranking com as três principais fabricantes — tanto de telefones quanto de smartphones —, divididas por país:

Pesquisa - comScore

A Apple lidera no Reino Unido, no Japão e nos EUA — mesmo sem oferecer um aparelho que não seja smartphone, ela também figura na terceira posição dos rankings de telefones celulares do Reino Unido e da França.

Quando o assunto é tráfego na web em tablets, não tem pra ninguém: a Apple domina com mais de 90%, seguida pelo Android (9,4%) e pela RIM (0,5%). Já em smartphones, o sistema operacional móvel do Google lidera com 47,4%, com o iOS logo atrás (32,7%) — completam o ranking RIM (6,5%) e outras fabricantes, com 8,4%.

Pesquisa - comScore

Smartphones hoje representam cerca de 42% dos telefones móveis nos EUA; já no Europa (grupo EU5), a representatividade é de 44%.

[via AppleInsider, Macworld]

Posts relacionados

Comentários