Hackers conseguem quebrar o DRM de livros distribuídos pela iBookstore

iBookstore num iPad branco

iBookstore num iPad brancoComo sabemos desde o início de 2010, a Apple retomou o uso da sua tecnologia FairPlay — um sistema de gerenciamento de direitos digitais (Digital Rights Management, ou simplesmente DRM) — após o lançamento da iBookstore, fato curioso visto que a iTunes Music Store havia abandonado esse tipo de proteção há algum tempo.

Demorou um pouco até, mas hackers aparentam agora ter conseguido quebrar esse DRM mais uma vez na iBookstore. Uma ferramenta chamada Requiem seria capaz de remover a proteção de livros adquiridos na loja da Apple, tornando-os passíveis de serem copiados/distribuídos livremente, bem como lidos em qualquer dispositivo.

Desta maneira, é bem provável que a Apple entre novamente num jogo de gato e rato contra os hackers, providenciando uma atualização do FairPlay na iTunes Store e em futuras versões do próprio iTunes que impeçam o funcionamento da Requiem como hoje. E aí mais tarde, se houver mesmo grande apelo pela coisa, os hackers deverão encontrar novas formas de quebrar a coisa e, indiretamente, contribuirão para tornar tudo bem mais seguro.

A Requiem é uma ferramenta gratuita apenas para Windows, lançada originalmente em fevereiro de 2008 e agora em sua versão 3.3. Naquela época, ela foi capaz de quebrar o DRM de músicas e vídeos disponibilizados pela loja da Apple. Além de livros, atualmente apps também são protegidos por um sistema similar.

[via CNET]

Posts relacionados

Comentários