Apple resolve na justiça australiana caso de produtora de TV que a processou devido a app criado por adolescente

App - Chopper Soundboard

Olha só, que situação: em junho de 2010, um garoto australiano de 16 anos criou um app para iPhones/iPods touch e o lançou na loja da Apple com o nome Chopper Soundboard. Nas três semanas que ficou no ar, ele vendeu mais de 10.000 cópias e, saindo por US$1, até que rendeu uns bons trocados para o moleque.

O problema é que o app fazia uso indevido/não-autorizado de diversas imagens e arquivos de áudio de Mark “Chopper” Read, conteúdo este de responsabilidade da produtora de TV Jigsaw Entertainment. Esta, é claro, resolveu ir atrás dos seus direitos.

App - Chopper Soundboard

Quando a intimação judicial chegou ao garoto, seu pai enviou uma carta à Jigsaw se mostrando horrorizado com o ocorrido e pedindo inúmeras desculpas. O pedido foi aceito, mas o estrago já tinha ocorrido, portanto a Jigsaw resolveu ir então atrás da Apple — que havia, é claro, autorizado a publicação do aplicativo sem verificar a sua procedência.

De acordo com o Sydney Morning Herald, o caso foi resolvido recentemente na Austrália, com a Apple encaminhando os milhares de dólares obtidos com a venda do app para a Jigsaw. Entre os envolvidos no caso estavam o CEO da Jigsaw, Nick Murray, o diretor gerente da Apple Austrália, Anthony King, e seu diretor financeiro, Paul Whittingham.

É, Apple… vai pra chuva, tem que se molhar.

[via TNW]

Posts relacionados

Comentários