Google Play: a unificação das lojas do Google

Logo do Google Play

O Google resolveu arrumar a casa e centralizar diversos produtos debaixo de um único nome: Google Play. Isso mesmo, a partir de agora, o Android Market se chama Google Play Store, assim como o “antigo” Google Music passa a se chamar Google Play Music. Só que não para por aí, já que o serviço da empresa funciona também como uma espécie de iCloud.

Bem, melhor do que tentar explicar com palavras, assista ao vídeo abaixo — criado exatamente para isso:

Como podemos ver, filmes, músicas, apps, games, livros… tudo será comprado e gerenciado pelo Google Play — e armazenado na web. O serviço trata de sincronizar e baixar todos os tipos de conteúdo em diversos gadgets. Comprou um livro no computador? Já está na sua tablet Android. Comprou um app na tablet? Pronto, foi para o smartphone. Quer assistir a um filme? Compre no smartphone e veja no seu computador. Resumindo, é uma mistura de iTunes/App Store, iTunes Match e iCloud, mas sob um mesmo nome — e com a diferença de tudo estar disponível via navegador.

Vejam os vídeos de divulgação específicos para cada tipo de conteúdo.

Filmes

Música

Apps e games

Livros

·   ·   ·

De acordo com o blog oficial da empresa, com o Google Play usuários pode armazenar até 20.000 músicas gratuitamente — e comprar outras milhões delas —, ter acesso a mais de 450.000 apps e games, a uma enorme seleção de ebooks, além de alugar milhares de filmes incluindo títulos em HD e lançamentos.

Dentro de alguns dias os atuais serviços como Android Market, Google Music e Google eBookstore serão atualizados (sob a bandeira Play) a fim de refletir as mudanças anunciadas hoje, que também tem como intuito espantar a ideia de que apenas usuários do Android podem usar alguns serviços da empresa, afinal, sai o “Android” e entra o “Google” na jogada.

Posts relacionados

Comentários