Apple responde acusações sobre suposto cartel em ebooks

Mãos segurando iPad com iBooks aberto

Ontem mesmo falamos que o Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DoJ) está ameaçando processar a Apple (e editoras) por um suposto cartel em ebooks. Agora, de acordo com o paidContent.org, documentos de uma ação coletiva contra Apple indicam o caminho de defesa escolhido pelos advogados da empresa.

Publicidade

Mãos segurando iPad com iBooks aberto

Neles, a Apple se concentrou em dar duas respostas. Em uma delas, disse que não pode ser responsabilizada por isso, já que as editoras é quem escolhem os preços dos livros (a Maçã é apenas a plataforma, a disponibilizadora do conteúdo). Com isso, ela dá a entender que os preços dos ebooks na Amazon.com estavam abaixo da média, e que o próprio mercado tratou de “restaurar o equilíbrio”.

Ainda falando sobre a concorrência com a Amazon, a Apple questionou as acusações, dizendo ainda que o aplicativo do Kindle está disponível na App Store. Além disso, não consegue enxergar como o aumento dos preços prejudicaria a Amazon, já que ela provavelmente está lucrando mais com as vendas.

Publicidade

Independentemente disso, a grande ameaça da Apple parece vir dos próprios editores. Rumores dão conta de que alguns deles estão conversando diretamente com o governo, tentando um desfecho brando em troca de provas da conspiração. Caso isso seja verdade, a coisa vai ficar feia para a Apple.

[via Gizmodo]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…