Brasileiro é contatado por representante da Apple, o qual fala mas não revela muito sobre suas dúvidas em relação à iTunes Store

Email da Apple

Há alguns meses, a Apple adotou uma política de se aproximar bastante de clientes — muitas vezes entrando em contato diretamente por telefone com quem envia emails contendo reclamações/solicitações. Além de se tornar algo bastante pessoal, evita que a pessoa tenha algo documentado pra divulgar/cobrar por aí.

Publicidade

Email da Apple


O leitor Joao Gabriel Gomes passou por essa experiência, há alguns dias, ao ser contatado por Stuart McKenzie — do departamento de relações executivas corporativas na Apple. O Joao havia enviado um email para o endereço do CEO Tim Cook e foi contatado de volta por telefone (sem passar seu número, diga-se — hehe), no que acabou sendo uma ligação de mais de 15 minutos.

Evidentemente, esses representantes da Apple não estão autorizados a revelar informações confidenciais — a maior parte delas, eles nem devem ter por sinal — nem fazer promessas, mas McKenzie até que tratou de alguns assuntos que podem interessar a alguns de vocês:

Publicidade
  • A Apple está trabalhando duro para levar mais conteúdos a iTunes/App Stores do mundo todo, mas boa parte dessa limitação não vem dela — e sim de estúdios/artistas e afins, com seus burocráticos contratos de licenciamento e distribuição.
  • A ideia de fundir múltiplas contas da iTunes Store está sendo avaliada pela Apple, mas provavelmente não irá pra frente por dois motivos básicos: 1. as lojas de diferentes países não têm exatamente os mesmos conteúdos disponíveis, e 2. é muito complicado fazer a comprovação de que as duas contas mescladas são de fato da mesma pessoa, a fim de não ferir direitos dos autores.
  • McKenzie também explicou que a restrição de usuários só poderem alterar suas contas associadas a downloads automáticos no iOS a cada 90 dias tem muito a ver com a estabilidade do próprio iCloud, visto que liberar isso à vontade poderia sobrecarregar bastante a coisa. É possível que o prazo seja reduzido, no futuro.

No final das contas, nada muito significativo. Acho que, para brasileiros, o mais importante mesmo é que a nossa loja seja cada vez mais abastecida de conteúdos bacanas e modernos, que um dia venha a ganhar programas/seriados de TV, que a App Store finalmente incorpore a categoria Games e que possamos também adquirir Gift Cards por aqui.

Acho que, ainda neste ano, teremos boas novidades por lá. Torçamos. 🙂

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…