Gráfico: o desempenho financeiro do setor de tecnologia em 2011, com e sem a Apple

Gráfico - Estimativas do setor de tecnologia com e sem a Apple

Em fevereiro falamos da estratégia de alguns analistas iniciada por Jonathan Golub, da UBS AG, de retirar a Apple do índice S&P 500 para que os números fiquem mais de acordo com a realidade. No quarto trimestre de 2011, ao retirar a Maçã da jogada, o número cai de 6,6% para 2,8%. Na semana passada, Dan Sanborn, da Ned Davis Research, fez o mesmo estudo e a diferença foi ainda maior: de 7,8% para 2,7%.

Gráfico - Estimativas do setor de tecnologia com e sem a Apple

A Barclays Capital ficou mais curiosa e resolveu fazer o gráfico acima, o qual mostra a evolução do setor de tecnologia em 2011, com e sem a Apple. O resultado impressiona!

Mas como bem falou Joe Weisenthal, do Money Game, remover a firma de Cupertino não é uma tarefa fácil, já que a sua ausência faria a concorrência como um todo faturar mais — afinal, donos de iPhones teriam que usar outro aparelho, assim como usuários de Macs e iPads.

Pesquisa informal: se a Apple não existisse, qual smartphone, tablet e computador você usaria? 😛

[via iClarified]

Posts relacionados

Comentários