Especialistas acreditam que Apple tem grande chances de ganhar briga contra o Departamento de Justiça dos EUA

Departamento de Justiça (DoJ) dos Estados Unidos

Departamento de Justiça (DoJ) dos Estados UnidosEntre todas as empresas processadas ontem pelo Departamento de Justiça (Department of Justice, ou DoJ) dos Estados Unidos, uma se destaca simplesmente por ser a única que não é uma editora de livros: a Apple. E é justamente ela que pode se dar bem nessa história, segundo especialistas consultados pela CNET.

Segundo eles, o DoJ tem de fato argumentos fortes contra as editoras, e não é à toa que três delas já estão firmando acordos extrajudiciais com o governo americano. Ainda assim, será complicado para o DoJ provar que de fato houve conspiração de preços entre elas, e não uma simples adoção do modelo de negócios proposto pela Apple, no qual ela fica com 30% das receitas de vendas.

Com relação à Apple, a coisa fica bem mais complicada para o DoJ porque ela não teve muito envolvimento nos preços definidos pelas editoras, apenas lhes propôs quebrar uma prática de anos — o que resultava no monopólio da Amazon.com — em prol do seu “modelo de agência”, atuando meramente como distribuidora de conteúdos. Os especialistas também citaram precedentes que poderão ajudar bastante a Apple e as próprias editoras contra o DoJ.

Para consumidores, a atitude do DoJ também poderá ser prejudicial, afinal, mesmo com essa mudança de paradigma a Amazon ainda detém cerca de 90% de market share. Ou seja, o DoJ está indo atrás justamente dos players menores, o que poderá fortalecer mais uma vez tal monopólio; é uma ilusão achar que isso tudo simplesmente acarretará em preços de ebooks mais baixos para todos. A Computerworld resume bem quatro bons motivos pelos quais a ação tomada pelo DoJ é ruim: contribuirá com o monopólio, prejudicará livrarias pequenas/independentes, prejudicará autores e o fato de a própria Amazon também ter uma espécie de “modelo de agência” em vigor.

É como eu li por aí, ainda ontem: um livro digital custando US$10 é certo, tranquilo, tudo beleza… mas um de US$12 é uma conspiração total. Heh.

Posts relacionados

Comentários