Greenpeace ataca Apple, Microsoft e Amazon pelas infraestruturas de seus serviços de computação na nuvem

Nuvem/cloud - Amazon, Apple e Microsoft

A Apple está cheia de planos para o seu data center em Maiden, na Carolina do Norte, mas por enquanto as coisas não estão muito bonitas por lá — ao menos não na visão da organização Greenpeace.

Publicidade

Nuvem/cloud - Amazon, Apple e Microsoft

Em um relatório intitulado “How Clean is Your Cloud?”, a Greenpeace atacou Apple, Microsoft e Amazon.com pelo uso de energia ultrapassada e prejudicial ao meio ambiente em suas instalações destinadas a serviços de computação na nuvem, como o iCloud.

A tabela a seguir destaca as pontuação delas e de outras:

Publicidade

Tabela da Greenpeace sobre nuvem

Oracle, IBM, HP e Twitter são outras que não estão nada bem na fita.

“Se a Apple está realmente interessada em ter uma ‘elevada porcentagem’ de energia renovável que ela promete para o iCloud, ela terá que superar os passos iniciais para a geração [de energia] localizada e usar suas enormes reservas de dinheiro para investir ou comprar energia renovável, além de impor pressão na Duke Energy para que ela entregue energia limpa”, disse a Greenpeace.

Publicidade

O relatório completo pode ser visto aqui [PDF], e a Greenpeace abriu também um formulário para quem quiser enviar reclamações para Apple, Microsoft e Amazon acerca de suas condutas.

[via GigaOM]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…