Entenda por que a Apple rejeitou alguns aplicativos os quais se integram ao Dropbox

Ícone do Dropbox

De ontem para hoje, diversos veículos noticiaram que a Apple está rejeitando aplicativos os quais se utilizam de integração com o Dropbox. Como tudo que envolve a Maçã gera polêmica, muitos já começaram a especular que a empresa quer matar o Dropbox, que ela está fazendo jogo duro, que isso, que aquilo…

Todavia, essas mesmas pessoas parecem não ter pensando antes de sair acusando a firma de Cupertino de alguma coisa. Os fatos são os seguintes: a tal integração com o Dropbox utilizada nos apps infringe uma regra bem antiga (e polêmica) das App Store Review Guidelines, a qual impede que aplicativos contenham links para sites externos para venda de alguma assinatura/serviço que não seja oferecido via In App Purchase. E é exatamente esse o ponto pelo qual os aplicativos estão sendo rejeitados, já que eles têm um link externo para que a pessoa crie uma conta no serviço Dropbox, caso o usuário não tenha uma — a criação da conta pode ou não ser ligada ao pagamento de uma assinatura mensal, não disponível na App Store, o que infringe a regra.

Logo - Dropbox

Se olharmos um pouco para trás, vemos que o próprio app do Kindle já sofreu com essa regra, assim como Google Books, Kobo, WSJMatch.com e muitos outros.

Uma nova versão beta do SDK (Software Development Kit, ou Kit de Desenvolvimento de Software) do Dropbox (1.2.2) parece ter sido liberada pela empresa, removendo a opção/link de criar uma nova conta (paga ou gratuita) via site do serviço. Além disso, a Dropbox já está com contato com a Apple para tentar resolver a situação de uma forma conveniente/elegante, sem que prejudique a experiência dos usuários.

Resumindo: o SDK do Dropbox infringia a regra 11.13 das App Store Review Guidelines, e a Apple não abriu excessão para a empresa. Se a regra é justa, se prejudica usuários… isso é outra história. Quer contestá-la? Justo, existem meios para que isso seja feito. O ponto aqui é deixar claro que o burburinho “Apple quer matar o Dropbox” é totalmente desnecessário.

[via TNW: 1, 2]

Posts relacionados

Comentários