Greenpeace faz novo protesto contra a Apple e o uso de carvão para abastecer seu data center

Protesto do Greenpeace

Os protestos do Greenpeace contra a Apple continuam [veja outros aqui: 1, 2]. Segundo o WCNC.com, ativistas do grupo bloquearam os trilhos da Duke Energy, empresa que transportava carvão para Maiden (na Carolina do Norte), utilizados para alimentar o data center da Apple.

Publicidade

Protesto do Greenpeace

Sete pessoas fizeram um churrasquinho se prenderam aos trilhos, amarrando um cartaz com os dizeres “Save Our Mountains – Clean The Cloud” (algo como “Salvem nossas Montanhas – Limpem as Nuvens”). Além disso, eles conseguiram prender bandeiras com o logo da Apple nos vagões do trem onde o carvão era transportado. “A Apple deveria ser mais transparente sobre seu problema de carvão, e tomar medidas para começar a resolvê-lo, como outras empresas de tecnologia têm [feito]”, disse Casey Harrell, analista de TI do Greenpeace Internacional, através de um comunicado.

Protesto do Greenpeace

A polícia foi chamada e removeu os manifestantes do local, assim como o cartaz — eles serão acusados de invasão. Nesta semana, protestos também foram feitos em frente à sede da Duke, assim como no estádio Bank of America; todos, é claro, mirando o uso do carvão como fonte de energia.

[via TUAW]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…