Apple ofereceu US$16 milhões para a Proview, a fim de resolver pendências jurídicas envolvendo a marca “iPad”

Novos iPads (branco e preto)

No início da semana falamos do caso entre Apple e Proview, e que as empresas estão conversando fora do tribunal a fim de resolver a disputa da marca “iPad”. Afundada em dívidas, a chinesa tenta tirar o máximo de dinheiro da Maçã, contudo, os valores dessa conversa ainda não tinham se tornado públicos.

Bandeira da China em iPad

Hoje, o site asiático Sina informou [Google Translate] que, segundo uma fonte por dentro das negociações, a primeira oferta da Apple para a Proview — recusada, diga-se — foi de US$16 milhões. Ao que tudo indica, a firma chinesa quer lucrar, no mínimo, US$63 milhões nessa brincadeira, afinal, os credores estão em cima dela.

Por enquanto, as disputas acontecem apenas na China, já que o processo aberto pela Proview nos Estados Unidos foi descartado. Ainda assim, as últimas notícias não foram favoráveis à Maçã, já que Yan Xiaohong, vice-diretor da Administração Nacional de Direitos Autorais, opinou dizendo que a Proview é a dona dos direitos da marca iPad no país, o que sem dúvida colocou pressão em cima da Apple.

E pensar que a firma de Cupertino supostamente comprou, em 2010, os direitos da marca “iPad” por meros US$55 mil

[via TNW]

Posts relacionados

Comentários