CEO da Foxconn diz que Apple vai bancar parte do investimento para melhorar as condições de trabalho em suas fábricas

Logo da Foxconn

Em meados de janeiro, a Apple firmou uma parceira com a Fair Labor Association para que o órgão inspecione as instalações de suas parceiras, a fim de melhorar as condições de trabalho na China. Os primeiros relatórios referente às visitas já saíram, e muita coisa precisa ser feita.

Publicidade

Empregado em uma fornecedora da Apple

Contudo, de acordo com Terry Gou, CEO da Foxconn, o dinheiro para custear tais melhorias não sairá apenas do bolso da maior montadora de eletrônicos do mundo: a Apple vai dividir o investimento com ela. Durante a inauguração de uma nova sede da empresa, Gou falou: “Descobrimos que isso [melhorar as condições da fábrica] não é um custo. É uma força competitiva. Acredito que, assim como nós, a Apple enxerga isso como uma força competitiva, e por isso vamos dividir os custos iniciais.”

O que exatamente será feito, o custo total e a parte a qual caberá à Maçã não foram informados, mas sem dúvida é um passo importante de ambas as empresas. Vale ressaltar que Tim Cook, CEO da Apple, recentemente visitou uma fábrica da Foxconn, e que a firma de Cupertino vem publicando mensalmente relatórios [1, 2] os quais apontam seus avanços nessa área.

Publicidade

[via TNW]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…