Apple poderá começar a rejeitar apps com teclas de atalho universais a partir de 1º de junho [atualizado]

Ícone - Sandboxing na Mac App Store

Ícone - Sandboxing na Mac App StoreHoje mais cedo noticiamos a disponibilidade de um update do Pixelmator que incorporou sandboxing, medida esta que passará a ser obrigatória para todos os títulos publicados na Mac App Store a partir de 1º de junho. Mas tem outro tipo de funcionalidade que também deverá ser barrada pela companhia, a partir dessa data.

Segundo explica o TUAW, apps que fazem uso de teclas de atalho universais/globais (hotkeys) muito provavelmente não deverão ser aceitos na loja, visto que isso vai contra o conceito de sandboxing e permite que eles sejam “invocados” mesmo se não estiverem ativos no Mac. Na visão da Apple, isso pode acarretar um risco de segurança para usuários.

Aplicativos que já tiverem sido publicados na Mac App Store só poderão, a partir de 1º de junho, ser atualizados para corrigir bugs — nada além disso. Um ótimo exemplo de software que poderá ser afetado pela medida é o Alfred, que funciona exatamente dessa forma: com uma combinação de teclas, você “chama” a interface dele e pode realizar comandos/ações rápidas pelo teclado.

Veremos o quão rigorosa a Apple será com relação a isso, caso contrário esse tipo de aplicativo terá que ser comercializado sempre fora da Mac App Store. Daí, caberá a usuários configurarem o Gatekeeper, no OS X Mountain Lion, de forma que ele não fique restrito a apenas aplicativos adquiridos pela loja da Maçã.

[via MacStories]

Atualização, por Eduardo Marques

A notícia foi esclarecida, e as APIs públicas para a criação de teclas de atalho globais continuarão disponíveis para aplicativos da Mac App Store.

Posts relacionados

Comentários