Dica: Flash Player pode ser o principal vilão de mau desempenho do OS X Lion

Ícone do Adobe Flash Player

Sempre que uma nova versão do OS X Lion chega à Atualização de Software (Software Update) — a última foi a 10.7.4 —, nos deparamos com algumas dezenas de comentários falando mal do desempenho do sistema operacional da Apple e da incrível capacidade do Safari de devorar RAM (Random Access Memory, ou Memória de Acesso Aleatório).

O meu MacBook Pro (15 polegadas, Mid 2009) estava sofrível, e eu mal conseguia navegar, escrever um email ou até mesmo colocar uma música para tocar no iTunes sem uma queda no desempenho e na velocidade de resposta do sistema, quando o Safari ficava aberto por um longo período. Bastou abrir o Monitor de Atividade (Activity Monitor), localizado em Aplicativos » Utilitários (Applications » Utilities), para perceber que o principal vilão dessa história era mesmo a dupla Safari/Flash Player. Exatamente por isso, resolvi apagar o plugin da Adobe de uma vez por todas da minha máquina.

Lion + Safari + Flash = #FAIL

Sinceramente, não sei de quem é a culpa: da Adobe, responsável pelo desenvolvimento do plugin, ou da Apple, que já foi acusada pela gigante de softwares de não colaborar com o desenvolvimento do player. Mas o fato é que o desempenho do meu Mac melhorou 100% após a remoção do Flash. É claro que ele faz falta, já que diversos vídeos e conteúdos espalhados pela internet o utilizam, mas a verdade é que a migração para tecnologias como HTML5 já está muito adiantada, com a participação ativa da Adobe — ela descontinuou o Flash Player para dispositivos móveis e já até mesmo criou uma ferramenta de conversão de arquivos Flash para HTML5.

Portanto, se você está enfrentando muitos problemas com o trio Lion + Safari + Flash, sugiro apagar o plugin da sua máquina — para isso, basta ir em Aplicativos » Utilitários; o desinstalador do Flash estará lá. Caso você queira muito ver um conteúdo baseado em Flash, vale a pena utilizar o Google Chrome, já que o navegador possui o plugin embarcado — sempre atualizado, diga-se. Mas se você ama o Safari e não quer abrir mão dele, sugiro então manter o Flash Player instalado, utilizando também uma extensão como a ClickToFlash, a qual bloqueia o conteúdo em Flash — caso queira visualizá-lo, basta clicar em cima do banner/aviso.

Espero, de verdade, que esse tipo de problema seja solucionado com a chegada do OS X Mountain Lion e do Safari 5.2.

Posts relacionados

Comentários