Seis meses depois da “previsão” de Eric Schmidt, pouca coisa mudou

Eric Schmidt falando na LeWeb

Há seis meses, Eric Schimdt, executivo do Google, falou:

Eric Schmidt falando na LeWeb

Desenvolvedores são movidos por volume, e volume é favorecido pela abordagem aberta do Google. Existem tantos fabricantes trabalhando para entregar aparelhos com Android. Goste você do Android ou não, você suportará a plataforma, e provavelmente entregará primeiro para ele.

O grande trunfo para que o Android tirasse o foco do iOS entre desenvolvedores seria o “Ice Cream Sandwich”, quarta versão do Android. Contudo, sete meses depois da chegada do sistema, apenas 7,1% dos smartphones Android estão rodando o “sanduíche de sorvete”. E o pior: muito provavelmente, no fim do mês, durante o evento Google I/O, a empresa deverá apresentar a próxima versão do Android, de codinome “Jellybean” — me pergunto quantos “sortudos” poderão utilizar essa última versão do sistema, quando ele for lançado.

Apesar da chegada do Instagram, do Flipboard e de alguns outros apps ícones à plataforma móvel do Google — para alguns poucos aparelhos, é bom deixar claro —, tudo permanece praticamente igual. Dificilmente vemos um projeto bacana nascer primeiro para Android e, depois de um certo sucesso, chegar ao iOS. Claro, existem casos, como o Any.DO, mas eles são a exceção, e não a regra.

Veremos se a previsão para o meio do ano, em que a maioria de televisores do mercado deverão chegar com a Google TV embutida, se torna real. Alguém acredita? 😛

[via TechCrunch]

Posts relacionados

Comentários