Sterne Agee: operadoras continuarão oferecendo iPhones subsidiados

Logo da Sterne Agee

Recentemente, muitos analistas e pessoas ligadas ao mercado financeiro ficaram receosas [1, 2, 3] com a iniciativa de duas operadoras espanholas, as quais decidiram que não iriam mais subsidiar iPhones. A preocupação é de que outras telecoms optem pelo mesmo, o que sem dúvida reduziria a excelente performance da Apple, responsável por abocanhar mais de 70% dos lucros do mercado.

Publicidade

Contudo, o analista Shaw Wu, da Sterne Agee, ficou bastante confortável depois de uma conversa com Peter Oppenheimer (CFO da Apple) e Eddy Cue (vice-presidente sênior de software e serviços de internet da Maçã). Ele constatou que o iPhone fornece a melhor taxa de retenção de consumidores do mercado (abaixo de 2%), além de direcioná-los para planos de dados sempre maiores — muitas vezes familiares, que contam com as melhores receitas por usuário (RPU, ou Revenue Per User).

Três iPhones conectados

Além disso, um subsídio de US$400 é de pequena relevância, já que as operadoras conseguem receitas de US$1.920 em contratos de dois anos, levando em conta um preço médio de US$80 o plano — diferentemente do Brasil, nos Estados Unidos as operadoras podem propor fidelizações de até 24 meses.

Publicidade

Durante o encontro, outros assuntos interessantes foram comentados, como a relação da empresa com a Samsung — segundo os executivos, a relação com a concorrente é “trabalhosa”, enquanto que com a fornecedora “funciona muito bem”. Já sobre o iCloud, eles disseram que o serviço é peça-chave para a estratégia da empresa, assim como os sistemas operacionais proprietários e seus respectivos ecossistemas — os executivos falaram ainda que muitas pessoas utilizam o iCloud sem saber, já que ele não requer treinamento/conhecimento; “apenas funciona”.

Por essas e outras, Wu acredita que as operadoras não podem se dar ao luxo de não oferecer o iPhone, pois provavelmente perderiam mercado para aquelas que oferecem. Ele é mais um analista a recomendar a compra das ações da Apple, colocando um preço-alvo de US$780.

[via Barrons.com]

Publicidade

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…