Briga de patente faz mais uma vítima: aplicativo que ajuda menina a falar é removido da App Store

Maya Nieder

Maya NiederA história deste artigo nos mostra exatamente por que o sistema de patentes precisa ser revisto hoje, agora!

Esta aí ao lado é Maya Nieder, uma criança de quatro anos que infelizmente tem dificuldades para falar. Contudo, graças ao iPad e a um app chamado Speak for Yourself, ela consegue se comunicar com seus pais. O post do blog Uncommon Sense, escrito pela mãe de Maya, dá exatamente o tom da coisa. Abaixo, alguns trechos dele:

Eu imaginava um futuro em que eu podia ouvir a Maya “falar” frases, compartilhar seus pensamentos… agora, apenas algumas semanas mais tarde [utilizando o app], nós estamos vivendo esse futuro. Ela faz pedidos educadamente, falando: “Por favor, eu quero biscoito.” Ela faz piadas, como olhar pela janela para o sol brilhante, falando “chuva hoje” e rindo (o que eu posso dizer, [uma criança com] quatro anos de idade não faz as melhores piadas). E dois dias atrás, ela olhou para o meu marido e disse: “Papai, eu te amo.”

Sério. Nossas vidas mudaram.

Maya pode falar com a gente, claramente, pela primeira vez em sua vida. […] Aprendemos que ela adora falar sobre os dias da semana, é estranhamente interessada no tempo, e gosta de fingir que seus brinquedos de princesas estão dirigindo o ônibus para a escola (às vezes) e para o trabalho (outras vezes). Este aplicativo não só permitiu a ela comunicar suas necessidades, mas seus pensamentos também. Ele nos deu o presente de conhecer nossa filha em um nível totalmente diferente.

Na boa, isso emociona qualquer um! Mas aí entra a parte chata. A desenvolvedora do aplicativo está sendo processada pela Prentke Romich Company e pela Semantic Compaction Systems, acusada de infringir patentes eu seu app. Porém, antes mesmo de uma decisão na justiça, as empresas contataram a Apple e solicitaram a remoção do Speak for Yourself da loja. A Maçã, por sua vez, entrou em contato com a desenvolvedora, a fim de saber se eles tinham alguma resposta para tudo isso. Os advogados explicaram que, embora a briga esteja acontecendo, as reclamantes *não* solicitaram judicialmente uma injunção para o app. Só que, desde o último dia 4, foi exatamente isto que aconteceu: o Speak for Yourself não está mais disponível para compra na App Store.

A família ainda tem o app instalado no iPad, mas a remoção é terrível, já que o iOS 6 vai chegar em setembro/outubro e, sem a possibilidade de atualizações, ele muito provavelmente não será compatível com o novo sistema. Além disso, outras pessoas com o mesmo problema de Maya não podem mais adquirir o app. Pior: a família teme que as empresas contatem novamente a Apple, solicitando a remoção do app de todos os iPads, remotamente — acredite, isso é possível!

Maya Nieder

Sem o app, Maya não fala. Simples, assim. O mais irônico disso tudo é ver o slogan da Prentke Romich Company, o qual diz “We Believe Everyone Deserves A Voice” (Nós Acreditamos Que Todos Merecem Uma Voz). Definitivamente eles não pensaram nas crianças como a Maya, quando optaram pela remoção do app. E não, não estou dizendo que a empresa está errada. Se ela inventou o sistema ou algo que esteja sendo utilizado pelo aplicativo, sem dúvida fez um ótimo trabalho, e merece ser recompensada por isso! Mas na minha opinião, remover o app não é a saída — não pega bem pra ela, não é bom para a desenvolvedora, e muito menos para pessoas/crianças como a Maya. Vale comentar que a família tentou utilizar as soluções dessas empresas, mas a criança não se adaptou aos aparelhos, bem diferente do que aconteceu com o app para iPad.

Sobre a postura da Apple, realmente fica complicado falar, já que não sabemos o que aconteceu — vai que ela recebeu uma notificação dos advogados da Prentke Romich Company e da Semantic Compaction Systems, solicitando a remoção. Enfim, difícil saber exatamente o motivo por trás da atitude dela, mesmo sabendo que o processo ainda está rolando e que nada foi decidido pelo juiz.

Quando a Apple faz vídeos incríveis como o último que foi exibido na apresentação inaugural da WWDC 2012 [pare tudo e veja o vídeo agora!], é claro que ela está fazendo isso para nós, consumidores, nos emocionarmos e corrermos para Apple Stores, comprando todos os produtos possíveis e imagináveis. Mas isso de forma nenhuma faz a mensagem ser mentirosa ou irreal. Essa revolução, mostrada no vídeo, está acontecendo, sim! Centenas, milhares de pessoas (deficientes ou não) estão descobrindo um novo mundo ao utilizar iGadgets — há pouco tempo falamos disso, em um post sobre acessibilidade.

Uma pena pensar que, da mesma forma que as patentes servem para “criar” esse mundo, servem também para destrui-lo. 🙁

[via Cult of Mac]

Posts relacionados

Comentários