Associação de Consumidores da China exige mudanças na política de garantia da Apple

Bandeira da China dentro de um iPhone 4S

A Associação de Consumidores da China não está nada feliz as políticas de reparo da Apple, classificando alguns atos da empresa como injustos, afirmando ainda que ela infringe os diretos de consumidores.

Bandeira da China dentro de um iPhone 4S

Uma dessas infrações é relacionada à troca de componentes de um produto defeituoso. Segundo a associação, a Apple utiliza peças recondicionadas (refurbished) na substituição. Ainda de acordo com o grupo, a companhia deveria utilizar peças novas quando a troca ocorre em menos de três meses da data da compra. Além disso, a empresa não pode/deve reter a peça substituída, pois o consumidor pagou por ela. Outros pontos de discórdia incluem compensações caso ocorra perda de dados/informações durante a troca e caso danos ocorram durante o transporte de um iGadgets para o reparo — obviamente, quando o transporte for de responsabilidade da Apple.

O relatório do grupo foi feito juntamente à Administração de Indústria e Comércio da China, um dos principais órgãos regulamentadores do país. Por isso, não será supresa caso a Maçã altere algumas dessas práticas — não custa lembrar que a companhia já mudou sua política de garantia na Coreia do Sul, justamente por pressão de órgãos como esses.

[via Macworld]

Posts relacionados

Comentários