Apple e HTC continuam se estapeando em diversas disputas judiciais

HTC vs. Apple

Recentemente, a Apple conseguiu banir alguns aparelhos da HTC do mercado americano. Contudo, logo depois, a taiwanesa remediou a situação e conseguiu uma liberação. Mas a Apple continuou acusando a empresa de infringir suas patentes, colocando nada mais nada menos que 29 smartphones no bolo.

HTC vs. Apple

Em um comunicado, a HTC negou infringir o invento. Porém agora ela fez isso formalmente, respondendo à acusação na justiça. Ela afirma que o novo pedido da Apple mira novos produtos, novas aplicações e novos funcionalidades — não relacionados na “disputa original” —, e que, por isso, a International Trade Commission deveria abrir uma outra investigação para a reclamação; como um novo caso provavelmente demoraria um ano ou mais para ser finalizado, a HTC ganharia mais tempo. É claro que a Apple não gostou disso, insistindo que se trata do mesmo caso e que os aparelhos devem ser banidos o quanto antes.

Já no caso em que a HTC acusa a Apple de infringir suas patentes, agora envolvendo apenas três patentes, depois que as cinco provenientes do Google foram deixadas de lado pelo juiz. Florian Mueller, especialista no assunto, analisou alguns documentos do caso liberados pelo juiz administrativo Thomas Pender, e chegou à conclusão que a HTC deve perder a batalha novamente.

Pensa que terminou? Não! No tribunal de Virginia (Estados Unidos), a Apple abriu mais um processo contra a HTC, acusando-a de abuso de duas patentes essenciais do padrão 4G/LTE (7.672.219 e 7.417.944), as quais deveriam ser licenciadas em termos justos, razoáveis e não discriminatórios — atualmente a HTC acusa a Apple de infringi-las.

Para quem gosta da marca, uma notícia ruim. De acordo com o BGR, mesmo depois de o Brasil ultrapassar a Alemanha e a França em market share de smartphones, o desempenho da HTC em território brasileiro não é nada bom, por isso, a marca resolveu tirar o time de campo: “Depois de analisar os números de vendas, nós decidimos sair do mercado brasileiro”, disse um representante da empresa.

[via FOSS Patents: 1, 2, 3, 4]

Posts relacionados

Comentários