Apple ganha vantagem contra a Motorola para julgamento que acontecerá em novembro

Logo da Motorola

O foco da guerra de patentes está na Apple e na Samsung, mas não podemos esquecer que muitas outras empresas fazem parte dessa luta. Uma delas é a Motorola, que acabou de sofrer um baque numa disputa direta contra a Maçã.

Logo da Motorola

Lembra que a nova subsidiária do Google estava pedindo 2,25% das vendas de iGadgets em royalties para liberar seus inventos que cobrem 3G/UMTS, GPRS, entre outros padrões? A firma de Cupertino bateu o pé, dizendo que os valores não estavam adequados com os termos FRAND (Fair, Reasonable and Non-Discriminatory), nos quais as patentes se enquadram. E a juíza Barbara B. Crabb concordou com a Maçã, dizendo que uma vez feito o compromisso de licencimento sob os termos, a empresa deve respeitá-lo.

Se o Google estava planejando fazer dinheiro com as patentes da Motorola — convenhamos, os inventos foram a principal razão para a gigante de buscas comprar a combalida fabricante de celulares —, viu que a coisa não será fácil.

Cabe agora a Apple provar que as exigências de licenciamento da Motorola não são compatíveis com os seus termos de licenciamento FRAND — o julgamento começa em 5 de novembro.

[via FOSS Patents]

Posts relacionados

Comentários