Distimo: App Store continua crescendo bastante em países emergentes

Ícones de apps - App Store

Anunciada em 2008, a App Store é uma das principais vantagens da Apple sobre suas concorrentes. Milhares de aplicativos de qualidade fazem do iOS um dos maiores sistemas mobile do mundo. Hendrik Koekkoek, da Distimo, falou recentemente sobre o crescimento da loja online da Apple em países emergentes durante o ano de 2011.

Ícones de apps - App Store

Baseado na receita gerada pelos 200 aplicativos que mais deram dinheiro na App Store, Hendrik constatou que a loja brasileira apresentou um crescimento de 83% desde o ano passado, gerando 83% a mais em 2012 e ocupando a sétima colocação no ranking global.

Gráfico - Boom da App Store brasileira

Mas o dado mais interessante é, sem dúvida, o imenso salto que a App Store brasileira deu em abril deste ano. Antes em último lugar — entre Estados Unidos, Rússia, México e Turquia —, o Brasil chegou ao primeiro lugar no índice de crescimento de receita por mês na App Store para iPhone. Para quem não lembra, em abril a loja brasileira ganhou a categoria de jogos, antes indisponível em terras tupiniquins.

Em todos os países, a categoria Games é a que mais gera receita. No Brasil, ela é mais de duas vezes maior do que a de navegação, representada principalmente por aplicativos de GPS. Logo atrás, as categorias de redes sociais e entretenimento são as que mais geram receita na App Store nacional.

Gráfico - Tipos de aplicativos de maior sucesso

Por fim, Hendrik comparou os tipos de apps que mais enchem os bolsos dos desenvolvedores no Brasil, México, Rússia e Turquia. Entre os quatro países, o Brasil é o lugar onde os aplicativos pagos representam a maior porção da receita gerada. Aplicativos pagos, com In-App Purchases, são os que menos fazem sucesso em terras tupiniquins (entendeu, Gameloft?).

Não deixe de conferir também o estudo que publicamos recentemente em parceria com a Distimo, este focado na Mac App Store brasileira.

[dica do João Paulo Ros, via TNW]

Posts relacionados

Comentários