Novos identificadores de iGadgets aparecem em registros do aplicativo Instapaper

iPad, iPad mini e iPhone (mockup por iMore.com)

Marco Arment, desenvolvedor do famoso Instapaper, compartilhou algumas informações encontradas nos registros (logs) de seu aplicativo. Estão lá três aparelhos que hoje não fazem parte do catálogo de produtos da Apple: iPad2,5, iPad2,6 e iPhone5,1.

iPad, iPad mini e iPhone (mockup por iMore.com)

Segundo Arment, tais dispositivos/informações podem muito bem ser “falsos” — basta alguém com *muito* tempo livre resolver alterar essas informações em aparelhos jailbroken. Contudo, até hoje, sempre que ele viu algo assim nas estatísticas de seus apps, a Apple depois foi lá e lançou.

Caso não saiba, veja abaixo os identificadores dos atuais iGadgets vendidos pela Apple:

  • iPad 2 (Wi-Fi): iPad2,1 e iPad2,4 (modelo lançado junto ao iPad de terceira geração).
  • iPad 2 (Wi-Fi + 3G GSM): iPad2,2.
  • iPad 2 (Wi-Fi + 3G CDMA): iPad2,3.
  • iPad 3ª geração (Wi-Fi): iPad3,1.
  • iPad 3ª geração (Wi-Fi + Cellular Verizon): iPad3,2.
  • iPad 3ª geração (Wi-Fi + Cellular): iPad3,3.
  • iPhone 3GS: iPhone2,1.
  • iPhone 4 (GSM): iPhone3,1.
  • iPhone 4 (CDMA): iPhone3,3.
  • iPhone 4S: iPhone4,1.

O iPhone5,1, como sabemos, é o próxima geração do aparelho — aqui, não tem muito pra onde correr, e sabemos que o modelo de sexta geração já está mesmo dobrando a esquina, logo ali. Já o iPad… esse pode gerar alguma discussão.

Arment argumenta que os identificadores iPad2,5 e iPad2,6 poderiam ser revisões GSM e CDMA do atual iPad 2, para que a Apple amplie a linha um pouco mais, voltando a oferecer os modelos de segunda geração em sua totalidade (16GB). Pode acontecer, mas convenhamos, é muito pouco provável.

O desenvolvedor acredita mesmo que o eles são os novos “iPads mini” (Wi-Fi e GSM), sendo que o modelo CDMA (um possível iPad2,7) ainda não apareceu nas estatísticas do Instapaper. E, se for mesmo isso, a tablet de 7,85 polegadas seria um projeto baseado no iPad 2, o que faz bastante sentido, levando em conta que esse iPad será um produto de entrada, com preço mais baixo.

As apostas de Arment são: processador A5 com 512MB de RAM, sem tela Retina e com resolução de 1024×768 pixels (como no iPad 2), saindo por US$250. Tá bom? 😛

[via MacRumors]

Posts relacionados

Comentários