Apple pode estar “relaxando” com relação à entrada de apps de BitTorrent em sua loja

O caso não é discutido — ao menos aqui no site — desde outubro de 2010, quando a Apple aprovou e depois rapidamente tirou do ar o aplicativo IS Drive, o qual atuava como cliente de BitTorrent de maneira um pouco “escondida”. Agora, o assunto volta a ser tema de pauta do site especializado TorrentFreak.

Mas de forma, digamos, positiva. Segundo eles, de uns tempos pra cá a Apple parece estar “relaxando” com a aprovação de apps de BitTorrent. Por muito tempo, ela barrou todo e qualquer software relacionado devido ao fato de que muitos apps da categoria servem o propósito de compartilhar conteúdos ilegais/pirateados.

A Apple não está totalmente equivocada ao afirmar isso, mas a discussão é a mesma do jailbreak: para piratear aplicativos é preciso dele, mas realizá-lo por si só não caracteriza absolutamente nada de ilegal — e, acreditem, muitos não fazem com esse propósito. Analisando friamente, BitTorrent é apenas um protocolo (fantástico, por sinal) de compartilhamento de arquivos P2P pela internet.

Conttrol - iPhoneConttrol - iPhone

Há uma semana exata, a Apple aprovou a entrada do Conttrol [US$4; ~900KB; requer o iOS 4.0 ou superior de iPhones/iPods touch] em sua loja, mostrado nas screenshots acima. Com ele, usuários podem controlar o cliente µTorrent remotamente, embora não possam de fato baixar arquivos para os iGadgets. Ainda assim, não seria um aplicativo que veríamos sendo aprovado na loja há um certo tempo — e ele não é o único que já pode ser encontrado por lá.

Craig Donnelly, desenvolvedor do Conttrol, falou ao TorrentFreak: “Nós todos sabemos que há um estigma associado com o protocolo BitTorrent e que ele é profundamente associado à pirataria. Mas eu acho que essa atitude mudou nos últimos anos, e mudará ainda mais no futuro.”

E vocês, o que acham: a Apple está (ou estava) certa em banir esse tipo de app?

Posts relacionados