Motorola pode ter smartphones e tablets banidos na Alemanha por infringir patente da Apple

Apple vs. Motorola

Os julgamentos não param. Após ter ganhado da Samsung nos Estados Unidos, a Apple continua perseguindo as companhias que ainda infringem patentes de sua autoria. Desta vez, a gigante de Cupertino ganhou da Motorola Mobility — hoje subsidiária do Google —, na Alemanha, uma disputa envolvendo a patente européia EP2126678, conhecida como “efeito elástico de rolagem”.

Apple vs. Motorola

O efeito desta vitória é o banimento preliminar de quatro dispositivos da Moto: os smartphones Milestone XT720, Defy e Atrix, e a tablet XOOM. Como forma de compelir a decisão preliminar, a Apple poderá pagar 25 milhões de euros (cerca de R$66 milhões), mas se ela pagar mais 10 milhões de euros (~R$26 milhões), a Motorola será obrigada a destruir qualquer dispositivo que infringir patentes e, por outros 10 milhões de euros, a subsidiária do Google terá que fazer um recall de todos esses dispositivos no país.

É claro que a Motorola ainda pode recorrer da decisão, mas, se não o fizer (o que é difícil), a Apple não terá que tirar um tostão do bolso para banir seus dispositivos.

Atualizar o software de seus gadgets é a solução lógica para a Motorola. Ela também não precisará ir longe para encontrar uma solução, já que a versão padrão do Android vem com um efeito de brilho para tentar resolver o “problema” que a patente da Apple soluciona. Aliás, a Samsung também utiliza esse mesmo efeito em alguns de seus smartphones.

Nos Estado Unidos, a juíza Lucy Koh também aceitou ouvir as defesas da Apple acerca da conduta irregular da Samsung, que desrespeita os termos FRAND (fair, reasonable and non-discriminatory, ou justo, razoável e não-discriminatório), na audiência já marcada para 6 de dezembro.

[via FOSS Patents: 1, 2]

Posts relacionados