Final da fila, entrada na Apple Store Fifth Avenue, unboxing e primeiras impressões do iPhone 5

Logo - iai? Instituto de Artes Interativas

Conforme mostramos ontem de madrugada, a Apple cobriu todo o cubo de vidro da sua loja da Quinta Avenida, em Nova York, com um pano preto. Depois disso, ela ficou ainda aberta por 2-3 horas, já que em dias de lançamentos como este eles a fecham à meia-noite para todos os devidos preparativos.

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Entramos na loja após o pano ser colocado pelo lado de fora e lá dentro também encontramos uma pequena área cercada por um pano preto. Pela escada, deu para ver algo como uma possível montagem de dois iPhones 5 “gigantes”, mas de manhã, depois de a loja ser aberta, não havia nenhum deles exposto por lá (será que houve algum imprevisto?).

O pano preto do cubo também foi retirado por volta das 6h da manhã, sem nenhuma novidade — foi apenas para gerar suspense, mesmo.

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Eis uma prateleira da loja já recheada dos novos EarPods:

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Como de praxe, a loja ficou supermovimentada até a hora de ser fechada. Em Nova York, é assim: você pode ir lá qualquer dia da semana, mesmo umas 4h da manhã, e verá *algumas* pessoas usando e/ou comprando produtos.

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

A reabertura da loja e entrada da fila se deu pontualmente às 8h da manhã, bastante organizada.

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Fizemos um vídeo registrando o momento, incluindo a compra dos nossos iPhones e um primeiro rápido unboxing dentro da loja:

Por sugestão do Breno Masi, testamos imediatamente um modelo de iPhone 5 para a Verizon Wireless, que é primordialmente CDMA porém, se vocês analisarem as suas especificações técnicas, é também GSM e inclusive o aparelho com suporte ao maior número de bandas 4G LTE. Isso porque, supostamente, ele é bloqueado para a Verizon em CDMA mas a frequência GSM é global e liberada.

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Dito e feito! 😉 Colocamos um chip da Vivo e em poucos minutos ele estava ativado e funcionando em roaming na rede GSM da AT&T, sem problema nenhum. O aparelho é mesmo desbloqueado.

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Mesmo num dia conturbado como este, a loja da Apple estava lotada de atendendes/especialistas prontos para ajudar quem precisasse de ajuda para configurar o aparelho, puxar backup, instalar aplicativos ou simplesmente conhecer mais a fundo as suas novidades.

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Chegando ao hotel, logo tratamos de fazer unboxings de dois modelos do iPhone 5, um branco e um preto, com mais calma. Veja a seguir as fotos:

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Os acessórios que vêm na caixa:

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

E algumas visões comparando o iPhone 5 com o iPhone 4S:

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

As primeiras impressões do smartphone não poderiam ser melhores. Ele está mesmo lindíssimo (as fotos — mesmo as oficiais, da Apple — dão somente uma ideia do que é ao vivo) e a Maçã conseguiu fazer milagre ao aumentar a tela ao mesmo tempo em que tornou o aparelho mais fino e diminuiu o seu volume geral. E, meus amigos, a diferença no peso é perceptível e profundamente bem-vinda.

Do pouco que já pudemos usar dele, observamos também um salto significativo em performance e vale observar que esses 176 pixels extras na vertical são excelentes em apps já adaptados para a tela mais alta. Visualizar emails e sites, navegar por tweets ou até assistir a vídeos em widescreen é tudo muito melhor nesse novo iPhone.

Eu e o Breno estamos meio “fora do ar” depois de mais de um dia na fila, mas já lemos alguns relatos sobre o modelo preto estar descascando nas bordas. Evidentemente ainda não podemos confirmar isso, algo que ficará para um futuro review aprofundado do produto.

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

O novo conector Lightning é outro ainda menor ao vivo do que nas fotos. Ele não tem um ímã como alguns especulavam, mas o simples fato de poder entrar em qualquer direção já é demais. Apesar de bem pequeno, ele se prende muito bem à porta inferior do iPhone e não solta facilmente, mesmo se você levantar o aparelho pelo cabo USB.

O reposicionamento da entrada de fones de ouvido para a parte inferior certamente será um ponto de discussão fervoroso. Que a parte superior ficou bem mais clean, não há dúvidas. Eu, pelo menos, adorei isso, pois sempre que usava headphones com o iPhone tinha que colocá-lo no bolso da calça “ao contrário”, mas é claro que há quem justamente tenha que passar a “inverter” a coisa só agora, com essa mudança.

Apple Retail Store da Fifth Avenue, em Nova York, na fila para o iPhone 5

Ao que tudo indica, a Apple se preparou bem para a forte demanda em suas grandes lojas como esta, da Quinta Avenida, chegando ao ponto de um dos vendedores nos afirmar que haverá estoque para pelo menos todo o final da semana. Veremos… 😉


O MacMagazine está em Nova York a convite do iai? – Instituto de Artes Interativas.

Logo - iai? Instituto de Artes InterativasO iai? – Instituto de Artes Interativas é a escola pioneira em desenvolvimento para mobile, produtora de aplicativos e espaço cultural que promove a criatividade e inovação através do ensino e produção de projetos de mobile. Com milhares de alunos formados em seus cursos práticos e dinâmicos de iOS, oferece agora também cursos online e presenciais nas plataformas Android, Windows 8 Metro, cursos de Lógica de Programação, design para aplicativos, iOS Games e introdutórios como Game Design for Kids e meu primeiro Apple.

Posts relacionados

Comentários