Apple contesta Samsung sobre má conduta do júri; executivo da sul-coreana se encontrará com Eric Schmidt, presidente do Google

Martelo de juiz

Martelo de juizDepois de ser condenada a pagar US$1 bilhão para a Apple, a Samsung disse que a má conduta dos jurados foi a razão de sua derrota e revelou que já estava planejando um novo processo contra a Apple. Em resposta, a Apple alegou que os ataques da Sammy são “infundados, e a sua moção de conduda imprópria do júri é aparentemente fútil”.

Os argumentos da Samsung se baseiam sobre a “má conduta” do presidente do júri, Velvin Hogan, que não contou que participou de um julgamento em 1993 contra a Seagate. A sul-coreana agora quer que a juíza Lucy Koh realize uma audiência para determinar se isso pode, ou não, ser utilizado para negar o veredito.

A Samsung também quer que o Galaxy Tab 10.1, banido pela juíza Koh em outro julgamento, seja liberado para vendas nos Estados Unidos. A Apple, é claro, a contestou, apresentando formalmente a sua oposição.

Enquanto toda essa guerra acontece nos tribunais, Shin Jong-kyun, chefe da divisão móvel da Samsung, se encontrará com Eric Schimidt, executivo do Google. Apesar de não termos informações sobre os assuntos que serão abordados, a Apple certamente será citada durante essa conversa.

[via Electronista: 1, 2CNET]

Posts relacionados