Mais agências governamentais e empresas estão trocando BlackBerries por iPhones e Androids

RIM vs. Apple

Depois de uma grande rede australiana de supermercados ter trocado BlackBerries por iPhones, mais empresas começaram a anunciar que estão desistindo dos celulares da canadense Research In Motion (RIM).

Publicidade

RIM vs. Apple

A Immigration and Customs Enforcement (ICE ou Imigração e Alfândega) disse à Reuters que pretende comprar iPhones para os seus mais de 17.600 empregados, investindo cerca de US$2,1 milhões. Após oito anos usando a plataforma da RIM, a agência constatou que ela não consegue mais atingir as suas exigências tecnológicas.

Os serviços do iPhone permitem que esses indivíduos aproveitem tecnologia confiável e móvel em uma plataforma segura e gerenciável que está de acordo com a missão da agência.

A Bloomberg também disse que a Booz Allen Hamilton Inc., que oferece serviços de consultoria para o governo americano, deixou o BlackBerry. A empresa, que tem mais de 25.000 empregados, trocará os celulares da RIM por iPhones e smartphones equipados com Android. Diversas outras pequenas agências governamentais também anunciaram que deixarão de usar os aparelhos da canadense.

Publicidade

A Research In Motion ainda não apresentou dispositivos que consigam competir com smartphones mais avançados disponíveis no mercado como o iPhone 5 ou o GALAXY S III. Seu próximo sistema operacional, o BlackBerry 10, promete ser a mola motriz da recuperação de mercado da canadense — que viu o valor de suas ações (RIMM) despencar 95% em quatro anos. Contudo, ele já foi adiado duas vezes e agora só chegará em 2013.

[via BGR: 1, 2]

Posts relacionados