Executivo da Microsoft desdenha do preço do iPad mini e diz que tablet é “recreativa”

Steven Sinofsky

Durante a conferência de resultados financeiros do quarto trimestre fiscal da Apple, Tim Cook (CEO da empresa) fez um breve comentário sobre a estratégia da Microsoft de oferecer o mesmo sistema operacional para computadores e tablets. Para ele, o Surface passa a impressão de um produto confuso. “Você poderia projetar um carro que voa e flutua, mas eu não acho que faria todas essas coisas muito bem”, uma analogia clara à vontade da Microsoft de construir uma tablet/PC e não uma boa tablet.

Publicidade

Steven Sinofsky

Steven Sinofsky, chefão do Windows na Microsoft, respondeu ao CEO da Apple, afirmando que sua companhia, junto a seus parceiros, encontraram uma maneira de entregar computação moderna por um preço muito menor que o da Apple. Sinofsky disse que existem notebooks rodando Windows 8 completo, ou seja, com todos os recursos, sendo vendidos por US$280.

Essas são máquinas fantásticas. Eles não são netbooks ou máquinas baseadas em barganha. Por esse preço você pode comprar um computador bom o suficiente para durar um uma faculdade inteira. São 280 dólares. Aqui estamos nós, falando de uma tablet de sete polegadas recreativa que custa US$330.

Posso estar enganado, mas nunca vi uma computador bom — sem ser um netbook ou uma outra porcaria qualquer — com recursos completos, que dure quatro/cinco anos (uma faculdade), custando US$280. Na minha opinião, existem outras formas de você combater o preço do iPad mini (US$330), que realmente não é o que consumidores (e analistas) desejavam.

Publicidade

No mais, o iPad mini — assim como o iPad, o Nexus 7, o Surface e possíveis outras tablets — podem ser consideradas “recreativas”, mas são muito mais capazes de que isso. Exemplos, especialmente para o iPad, não faltam. Basta dar uma olhada na página “iPad nos negócios” (“iPad in Business”), em especial na área “Perfis” (“Profile”).

Alguém duvida que o iPad mini também será bastante utilizado dessa forma? Aposto que nem mesmo Sinofsky acredita…

[via AllThingsD]

Posts relacionados