Flurry traz dados interessantes sobre usuários de smartphones e tablets

Flurry - Divisão por idade dos usuários de tablets e smartphones

Apesar de alguns ainda acharem que tablets são apenas celulares ou iPods touch gigantes, as diferenças entre os dois produtos são notáveis. Para destrinchar e mostrar informações reais que enaltecem essas diferenças, a Flurry recolheu dados de 500 milhões de “dispositivos inteligentes” durante o mês de setembro de 2012.

Flurry - Divisão por idade dos usuários de tablets e smartphones

Com a ajuda de 30 milhões de usuários que aceitaram compartilhar a sua idade, a pesquisa mostra que os donos de smartphones são, em média, mais jovens que os de tablets. Adultos com mais de 35 anos representam 41% dos usuários de tablets, mas somente 28% dos de smartphones, ao contrário dos adultos com a idade entre 25 e 34 anos, que representam um terço dos usuários de celulares inteligentes.

Flurry - Divisão por gênero dos usuários de tablets e smartphones

Acima, o gráfico mostra a divisão por gênero. Enquanto a tendência é vermos mais homens usando iPhones, Galaxys e Lumias, as mulheres não ficaram para trás e tomaram posse de 44% da pesquisa. Entre as tablets, essa diferença é ainda menor: 49% para as mulheres e 51% para os homens.

Flurry - Uso por hora de tablets e smartphones

A Flurry também analisou algumas tendências no uso desses dispositivos durante o dia. Como podemos constatar, de acordo com o gráfico acima, a quantidade de usuários usando tablets é maior que a de pessoas usando smartphones somente das 17 horas até o fim do dia. Durante o final da manhã e o início da tarde, os usuários tendem a usar mais seus smartphones.

Flurry - Divisão do tempo gasto pelos usuários em categorias diferentes de aplicativos

Mas a diferença mais significativa está na utilização de aplicativos. Apesar de os jogos serem os maiores catalisadores do tempo gasto pelo usuário nos dois dispositivos, eles representam mais de dois terços do tempo total gasto por um dono de uma tablet, porém apenas 39% do tempo dos usuários de smartphones.

E não para por aí: enquanto as redes sociais representam 24% do tempo gasto em smartphones e os utilitários 17%, nas tablets eles tomaram apenas 10% e 4% respectivamente.

Flurry - Lealdade

Outra pesquisa realizada pela Flurry deu origem a um gráfico que mostra a retenção e a frequência de uso de diversos tipos de aplicativos. No primeiro quadrante, podemos ver os aplicativos que, além de serem utilizados muitas vezes por dia, retêm muitos usuários após 90 dias. Nele, estão apps de comunicação e de notícias. Por terem audiências crescentes e leais, eles são os melhores para gerar receita através de publicidade e assinaturas.

No segundo quadrante, temos jogos sociais e aplicativos para transmissão de músicas, encontros e redes sociais. Aqui, os apps são usados frequentemente, mas apenas por um tempo limitado.

Já no terceiro, vemos aqueles que são usados poucas vezes, como aplicativos de personalização, foto & vídeo, medicinais e descontos. Também usados poucas vezes durante a semana, os que ficaram no quarto quadrante são games de um jogador, aplicativos de previsão do tempo, referência, placares de esportes e livros. Esses, normalmente, agregam bastante valor para o usuário, tornando-o leal.

Se você se interessar, o artigo completo sobre a pesquisa contém ainda mais informações sobre o comportamento de usuários.

[via TUAW, TechCrunch]

Posts relacionados

Comentários