Nove pessoas são consideradas culpadas em caso no qual garoto chinês vendeu o rim para comprar um iPad e um iPhone

Maçã com instrumentos cirúrgicos

Lembra do caso de Wang Shangkun, um garoto chinês de 17 anos (agora, 18) que vendeu o rim para comprar um iPhone e um iPad? A polícia do país indiciou algumas pessoas pelo acontecimento e, agora, a sentença saiu.

Maçã com instrumentos cirúrgicos

No total, nove pessoas foram consideradas culpadas pelo ocorrido — duas delas se livraram de penas mais duras pois não foram tão determinantes para que o garoto aceitasse vender o rim. He Wei, que organizou o transplante, pegou cinco anos de prisão. Já Song Zhongyu, o cirurgião, pegou três.

A mãe do garoto disse que ele *não* vendeu o rim para comprar iGadgets. “Meu filho foi tentado pelo transplante ilegal e talvez tenha ficado com medo de ser pego com tanto dinheiro. Então, ele comprou um telefone e uma tablet”, disse ela.

Shangkun sofreu falhas renais após a operação e a matéria do Bangkok Post não informa se ele está ou não melhor de saúde.

[via Macgasm]

Posts relacionados