iFixit desmonta o novo iMac de 21,5″ enquanto sites publicam seus primeiros reviews da máquina

E o roteiro se repete: a Apple anuncia um produto, inicia as vendas online, surgem as primeiras impressões, vídeos de unboxing, testes de benchmark e, é claro, a iFixit faz a sua tradicional desmontagem (teardown). Com os novos iMacs, não foi nada diferente.

Eis uma visão geral da maquininha desmontada:

Novo iMac desmontado pela iFixit

Pela drástica mudança no design e na espessura da máquina (incluindo a remoção do seu drive óptico), era esperado que muita coisa tivesse sido modificada também em sua construção interna.

Eis os destaques trazidos pela iFixit:

  • A tela não é só afixada com parafusos e afins, mas também com uma cola especial.
  • O vidro frontal e o LCD são fundidos numa peça só. Curiosamente, este tem o mesmo modelo — LM215WF3, da LG — de gerações anteriores, mesmo sendo 5mm mais fino.
  • Por dentro, o novo iMac é mesmo bem diferente do anterior. Aqui está uma imagem precisamente cortada, para donos da maquininha usarem como wallpaper e ficarem com a sensação de o display ser transparente. 😉
  • O iMac agora utiliza HDDs de 2,5 polegadas, como os de laptops. A responsável pelo componente é a HGST, companhia criada a partir da aquisição da Hitachi pela Western Digital. Curiosamente, o drive fica envolto numa espécie de película emborrachada, para evitar que suas vibrações afetem outras peças.
  • A ventoinha do novo iMac também foi redesenhada e agora consiste em apenas uma para toda a máquina, a qual puxa o vento frio pelas entradas inferiores e empurra o vento quente pelas saídas traseiras.
  • Para melhorar a qualidade de chamadas do FaceTime [e — por que não? — a eficácia da Siri no OS X 10.9], o novo iMac também possui dois microfones tal como todos os iGadgets recentes — com exceção do iPhone 5, que tem três.
  • A antena Wi-Fi principal fica escondida atrás do logo da Apple na traseira do iMac, mas a máquina conta ainda com outras três antenas secundárias que atuam tanto em Wi-Fi quanto em Bluetooth.
  • Ao contrário do que a Apple diz, a RAM do novo iMac — mesmo a deste, de 21,5 polegadas — é substituível pelo usuário; o problema é chegar até ela. A unidade testada veio com pentes Hynix PC3-12800 de 8GB.
  • A Broadcom voltou a ser responsável pelas capacidades WLAN do iMac. Seu chip BCM4331 foi encontrado no cartão AirPort do computador. Em paralelo, o BCM20702 cuida da conectividade Bluetooth 4.0.
  • A unidade adquirida pela iFixit veio apenas com HDD, sem um SSD secundário para uso como Fusion Drive. Ainda assim, eles encontraram na placa lógica o que parece ser um conector proprietário da Apple para SSD, o que significa que dificilmente terceiros poderão oferecer soluções alternativas para armazenamento nesse Mac.

Confira mais uma série de fotos bacanas:

Novo iMac desmontado pela iFixit

Novo iMac desmontado pela iFixit

Novo iMac desmontado pela iFixit

Novo iMac desmontado pela iFixit

Novo iMac desmontado pela iFixit

Novo iMac desmontado pela iFixit

Novo iMac desmontado pela iFixit

Novo iMac desmontado pela iFixit

Devido principalmente à dificuldade para acessar o interior do novo iMac, a iFixit lhe deu uma nota de 3/10 considerando sua “reparabilidade”.

E já pintaram também, é claro, alguns reviews do novo iMac:

  • ABC News, por Joanna Stern: “Deixando o preço de lado, se você precisa de um upgrade do seu iMac ou está considerando um novo desktop para a casa ou o escritório, os novos iMacs merecem uma olhada bem duradoura e precisa. Esse não é simplesmente outra atualização ‘meh’. Esse é um desktop com um sex appeal tão grande quanto o do iPad ou o do iPhone.”
  • The Verge, por David Pierce: “O iMac obteve muito mais atenção desta vez que o Mac mini, mas continua sendo apenas um upgrade rotineiro, e ele peca em algumas coisas que eu realmente adoraria ter — um suporte mais ajustável, uma porta HDMI e, é claro, um drive óptico. Mesmo o modelo do ano passado já era o tudo-em-um mais lindo do mercado, e a versão deste ano pode ser a mais poderosa, então por que mexer numa coisa boa?”
  • CNET, por Rich Brown: “Você deve atentar ao fato de que o design é a coisa mais importante sobre esse novo iMac. Uma borda fina é linda de se olhar, mas ela não aprimora a velocidade de processamento, o fluxo de trabalho e a utilidade geral. Felizmente para a Apple, ela evoluiu o design de um computador com uma forte fundação técnica.”

A CNET também publicou um vídeo bacana fazendo um apanhado dele:

O novo iMac parece ser mesmo muito bacana, só é uma pena que os preços dele no Brasil sejam tão proibitivos… :-/

Posts relacionados

Comentários