Audiência do julgamento entre Apple e Samsung acontece, mas decisão ficará para 2013

Logo - Apple e Samsung

Ontem aconteceu a aguardada audiência do julgamento californiano entre Apple e Samsung.

Logo - Apple e Samsung

Os tópicos discutidos foram: a suposta má conduta do presidente do júri, Velvin Hogan [entenda mais sobre o assunto aqui], e os aparelhos infratores da Samsung que devem ser banidos do mercado.

Sobre o primeiro assunto, Lucy Koh parece não ter dado muita bola para os advogados da Samsung que insistiram na ideia de que Hogan queria entrar no júri para prejudicar a sul-coreana. A juíza disse que Hogan declarou que trabalhou para a Seagate, sim. Além disso, ela questionou a atitude dos advogados da Samsung, perguntando por que não “reclamaram” disso lá no começo, enquanto a seleção do júri era feita.

A Samsung questionou a multa de US$151 milhões que o júri decretou para o smartphone Prevail. Para eles o valor é insustentável, baseado em leis falhas e cálculo matemático errôneo. Além disso, eles pedem o corte de US$600 milhões da pena por acreditar que a Apple não conseguiu notificar a empresa formalmente sobre algumas violações de patentes antes do julgamento.

A Apple buscou o banimento de 25 aparelhos da Samsung. O “problema” é que apenas 3 deles continuam à venda no mercado. Grande parte das patentes da empresa eram baseadas nos iPhones 3G e 3GS, os quais também não estão mais sendo comercializados por ela. Por isso, a juíza perguntou quão mal isso está fazendo à Apple. Obviamente os advogados da Maçã não gostaram disso, dizendo que esses projetos sempre estarão ligados à companhia. Eles até mesmo deram exemplos de possíveis aparições do iPhone 3G/3GS em filmes, que deveriam ser reconhecidos como um produto Apple. Mas, como a Samsung copiou tudo, isso pode não acontecer.

Koh insistiu mais uma vez para que as empresas tentem chegar a um acordo — os CEOs de ambas já se encontraram algumas vezes, sem sucesso — e uma decisão sobre toda essa discussão deverá sair em 2013 ou, na melhor das hipóteses, em algumas semanas.

Ano que vem também acontecerá uma nova etapa da disputa Apple vs. Samsung — dessa vez cobrindo outras patentes e produtos.

[via Electronista]

Posts relacionados