Apple está agora monitorando mais de 1 milhão de empregados de seus fornecedores

Gráfico de conformidade de fornecedoras com as horas de trabalho (novembro)

A Apple é uma das únicas companhias do mundo que estão realmente dando transparência para a situação dos empregados da sua cadeia de fornecedores. Em uma atualização do relatório “Responsabilidade de Fornecedores – Direitos Humanos e Trabalhistas”, ela trouxe nesta semana novos dados interessantes.

Publicidade

Agora, mais de 1 milhão de trabalhadores são monitorados pela gigante de Cupertino — em janeiro, eram apenas 500 mil. Desses, 88% trabalharam no máximo 60 horas por semana em novembro, em contraste com o pico anual de 97%, em agosto. Essa diminuição proporcional se deve principalmente à grande demanda pelos novos dispositivos lançados pela Apple em setembro e outubro. A Maçã explica que, em épocas de pico, ela permite que voluntários trabalhem mais do que as 60 horas semanais previstas no Código de Conduta.

Gráfico de conformidade de fornecedoras com as horas de trabalho (novembro)

Ainda há muito a ser feito, como melhorar a infraestrutura de algumas fábricas, mas a iniciativa é louvável e deveria ser seguida também por outras gigantes da área da tecnologia — e até de outros setores.

Publicidade

Outros relatórios como “Saúde e Segurança”, “Impacto Ambiental” e “Ética” estão disponíveis no site da Apple, mas a versão brasileira [veja aqui a americana], em português, ainda não foi atualizada com os novos dados.

[via TNW]

Posts relacionados