Princeton Digital Image processa a Apple sobre patente de método de compressão de arquivos

Sala de um tribunal com martelo em cima da mesa

As patent trolls continuam à solta, processando diversas companhias para ganhar dinheiro em cima de patentes que não usam.

A última que abriu uma ação contra a Apple foi a Princeton Digital Image Corporation, que controla a patente americana 4.813.056 — antes da General Eletric. Utilizando-a para tentar conseguir dinheiro, a companhia já processou HP, Intel, Facebook, Eastman Kodak, Canon e outras apenas nos últimos 15 meses.

Sala de um tribunal com martelo em cima da mesa

A patente descreve uma ROM (Memória Somente de Leitura) com um dicionário único de tamanho variável onde códigos de Huffman são adicionados a um conjunto do dicionário, seguindo algumas regras. A empresa acusa a Apple de infringir a patente com o Mac OS X Tiger e Leopard, os softwares das suítes iLife e iWork, o Final Cut, o iPod [não especificado o modelo], o iPod nano e o iPhone.

Avisando que já tinha notificado a Apple sobre a violação em janeiro de 2007, a Princeton abriu um processo contra a gigante de Cupertino na Corte Distrital de Delaware. Nenhum juiz foi designado para o caso até o momento.

[via Patently Apple]

Posts relacionados