Apple é condenada a pagar R$338 mil por violar direitos autorais de alguns autores chineses

iBooks em iPad, iPad mini e iPhone 5

A Apple foi condenada a pagar uma indenização de 1,03 milhão de yuans chineses (cerca de R$337,8 mil) a oito autores chineses e duas companhias, após ser acusada de violar os direitos autorais do grupo, como informou o Wall Street Journal.

Antes pedindo 10 milhões de yuans (aproximadamente R$3,3 milhões) por danos, o grupo alegava que a empresa de Cupertino estava lucrando em cima de cópias digitais sem licença de alguns livros que estavam sendo vendidos na iBookstore.

iBooks em iPad, iPad mini e iPhone 5

Para que desenvolvedores/editores lancem os seus apps/livros na App Store ou iBookstore, a Apple pede que eles assinem um contrato alegando que possuem o direito de distribuir todo o conteúdo presente em suas criações. Em uma declaração oficial, a empresa disse que “leva as queixas de violação de direitos autorais bem a sério”.

Em setembro, a companhia também foi condenada por distribuir aplicativos que continham conteúdo protegido da Encyclopedia of China Publishing House sem autorização. Nesse caso, a multa foi 520 mil yuans (~R$170,7 mil), mas a Maçã recorreu.

[via Patently Apple]

Posts relacionados