Jimmy Iovine, CEO da Beats, diz que tentou convencer Steve Jobs a entrar no mercado de músicas por assinatura

Jimmy Iovine

Antes de fundar a Beats, Jimmy Iovine, CEO da empresa, queria criar um serviço de música por assinatura há uma década, nos moldes dos hoje existentes — como disse em uma entrevista ao AllThingsD. Para tal, ele e Doub Morris, então CEO da Universal Music Group, tentaram convencer Steve Jobs a entrar nesse mercado.

Publicidade

Jimmy Iovine

Segundo Iovine, ele e Jobs tinham um relacionamento muito bom e trabalharam juntos na área de marketing. Em 2002/2003, quando se convenceu de que as músicas por assinatura eram o futuro, ele conversou sobre o assunto durante três anos com o ex-CEO da Apple. Como sabemos, até hoje a Apple não adotou um modelo de negócios parecido, mas muitos rumores apontam que o “iRadio” pode estar chegando.

A maior barreira que impedia que a gigante de Cupertino adotasse o serviço era que Jobs não queria pagar o que as gravadoras pediam, pois acreditava que elas posteriormente aceitariam negociar com ele.

Publicidade

Agora, Iovine já anunciou que lançará um serviço de músicas por assinatura, apelidado de “Projeto Daisy”. O CEO da Beats acredita que seu serviço se sobressairá, já que ele preencherá uma lacuna ainda vazia do mercado: curadoria.

Quem cuida do iTunes na Apple atualmente é Eddy Cue, com o qual Iovine conversará em breve.

[via Cult of Mac]

Posts relacionados