Dica: saiba como agendar tarefas rapidamente no aplicativo Lembretes do OS X

Ícone do Lembretes (Reminders)

Com o lançamento do OS X Mountain Lion (10.8), em junho passado, a Apple aproximou seu sistema operacional desktop ainda mais do iOS. Um bom exemplo disso é o aplicativo nativo Lembretes (Reminders).

Lembretes (Reminders) - iOS e OS X

No OS X Lion (10.7), os lembretes funcionavam dentro do antigo iCal, hoje chamado de Calendário (Calendar). Agora, assim como no iOS, existe um aplicativo nativo apenas para essa função.

Eu utilizo bastante o recurso aqui, inclusive compartilhando algumas listas com outras pessoas. Mas a dica de hoje cobre outro recurso bem bacana do aplicativo: a possibilidade de agendar lembretes pelo próprio título.

Exemplo de Lembretes (Reminders)

Explico: normalmente, o usuário escreve o título da tarefa (por exemplo, “Pagar cartão de crédito”) e depois clica naquele “i” ou dá um duplo-clique nela para ter acesso a outros recursos como lembre-me, prioridade e nota. Mas o que muita gente não sabe é que podemos estipular o “lembre-me” já no próprio título da tarefa.

Criando um lembrete

Em vez de criar o lembrete “Pagar cartão de crédito” e entrar no menu dele para ajustar o “lembre-me”, podemos escrever algo como “Pagar cartão de crédito 15/1 18h” ou “Pagar cartão de crédito segunda-feira às 18:00”. Assim, o sistema reconhece automaticamente as informações e já ajusta o lembrete. Os comandos envolvem dias de semana (segunda-feira, terça-feira e assim por diante), horários (13h, 18h30min, 20:00, etc.), assim como datas específicas (15/1, 25/2, etc.). Se você por um acaso colocar apenas uma data (sem mencionar um horário), por padrão, o lembre-me será ajustado para as 12h daquele dia. Se colocar apenas um horário, ele entende que o usuário quer ser lembrado no dia da criação do lembrete.

Para os que usam o sistema em inglês — ou em qualquer outra língua —, o recurso também está presente, é claro. Mas lembre-se de que precisamos respeitar as regras de formatação de escrita do idioma utilizado para que tudo funcione bem.

Uma pena que esse recurso inteligente não esteja presente no iOS — vamos torcer para a Apple implementar algo assim no iOS 7, quem sabe.

[via Macworld]

Posts relacionados