Assim como Steve Jobs, Tim Cook também é louco por design

iPad mini deitado com lápis

Steve Jobs, ex-CEO e cofundador da Apple, certamente era incrivelmente viciado em design. De muitas histórias que já publicamos sobre esse amor intenso, a que mais chama a minha atenção é a de que o logo do Google mudou por causa de Jobs. Numa manhã de domingo, ele resolveu ligar para Vic Gundotra, então responsável por todos os apps mobile do Google, dizendo que se tratava de um assunto urgente. Jobs queria mudar o gradiente do amarelo do segundo O do logo da gigante das buscas, pois ele “estava errado”.

Publicidade

Essa incrível atenção aos detalhes foi e ainda é a grande responsável pelo sucesso da gigante de Cupertino, já que essa cultura está incrustada em todos os setores da empresa. Quando Jobs renunciou ao cargo de CEO, muitos colocaram em cheque o futuro da Apple. Entretanto, parece que esse amor por design não vai morrer tão cedo dentro dos escritórios de Infinite Loop.

iPad mini deitado com lápis

Nick Bilton escreveu uma coluna para o The New York Times no domingo passado (13/01) sobre como o design está ficando mais importante do que a tecnologia. Dentro dos parágrafos do artigo, Bilton citou um bom exemplo que mostra como Tim Cook, conhecido por suas habilidades na área de operações, também é louco por design.

Publicidade

No ano passado, no evento da Apple para anunciar o iPad mini, eu estava passeando pelo zoológico de dispositivos que a companhia monta após cada lançamento de produtos. Quando virei a esquina, eu trombei com Timothy D. Cook, chefe executivo da Apple, que imediatamente quis me mostrar algo.

“Nick, olha isto”, Cook disse enquanto segurava o iPad miniaturizado no ar, passando a sua mão ao longo da borda como se estivesse prestes a realizar um truque de mágica. Então, seu dedo indicador parou, pedindo atenção enquanto apontava para dois botões planos pretos que estavam no lado. “Só olhe estes botões de volume. Você já viu algo parecido com isso? Eles não são fantásticos?”

O que mais impressionou Bilton não foram os botões ou a empolgação de Cook, mas sim o fato de ele nem ter sequer falado da tecnologia por trás do novo dispositivo. “Ele falou sobre uma coisa: design.”

Essa empolgação com design não foi exclusividade de Steve Jobs, apesar de ele ter alcançado um nível bem mais alto de atenção do que muitos jamais alcançarão. Segundo Jim Dalrymple, do The Loop, em todas as reuniões que ele já teve com executivos da Apple, design era o primeiro assunto a ser abordado. Por respirar e se alimentar desse imenso amor por como as coisas se parecem e funcionam, a Apple desenvolve um dos melhores computadores, celulares, tablets e tocadores de música do mundo.

[via iDownloadBlog]

Posts relacionados