Durante evento, Ashton Kutcher e Josh Gad rebatem críticas e contam curiosidades sobre o filme “JOBS”

Josh Gad e Ashton Kutcher na Macworld / iWorld 2013

A dupla Ashton Kutcher e Josh Gad anda ocupada. Normal, afinal, o filme JOBS, no qual os dois estrelam, chegará às telonas americanas muito em breve. Durante a Macworld/iWorld 2013, que aconteceu entre os dias 31 de janeiro e 2 de fevereiro, ambos falaram bastante sobre o filme e revelaram algumas curiosidades.

Josh Gad e Ashton Kutcher na Macworld / iWorld 2013

Eles contaram, por exemplo, que o “Efeito Halo” do iPod foi o responsável por “apresentar” a Apple a eles — ainda que Kutcher tenha tido um Apple IIGS durante a infância. Gad também contou que fez aulas de programação a fim de se preparar para o papel.

A dupla conversou bastante sobre como deveria ser a relação dos personagens no filme, pois ambos estavam preocupados em honrar ao máximo os cofundadores da Apple. Kutcher, que se envolveu antes no projeto, soube que Gad era a pessoa certa para interpretar Woz depois de um curta conversa com ele.

O ator de Two and a Half Men também disse que algumas coisas do roteiro não pareciam se encaixar e que, por isso, tentou conversar com o máximo de pessoas que vivenciaram a história para se certificar do que de fato aconteceu. Mesmo assim, algumas cenas não retrataram fielmente os fatos, conforme a reclamação de Steve Wozniak. Apesar disso, os atores deixaram claro que não se trata de um documentário, mas sim de uma “interpretação de eventos”.

Respondendo diretamente à crítica de Woz, Gad comentou que sempre haverá debates sobre isso, mas que se ele tivesse a chance de se sentar com Woz, explicaria que o filme foi feito com o máximo de amor, admiração e respeito — e que espera que ele entenda isso ao assistir a ele.

Já Kutcher disse que não estava lá (durante os acontecimentos reais) e que e boa parte dos momentos de interação de Woz e Jobs eles provavelmente estavam sozinhos. “Você tem que montar o arco de entretenimento do filme e permanecer fiel a quem eram as pessoas, como as pessoas eram e qual era a intenção.” De acordo com Kutcher, vai muito de tentar capturar o momento, a energia das pessoas envolvidas e tentar retratar isso da melhor forma possível.

Kutcher também disse que se preparou bastante para encarar o personagem, assistindo a mais de 1.000 horas de vídeos os quais Jobs falava, com o intuito de desconstruí-lo. Além, é claro, de fazer a famosa dieta de frutas do ex-CEO da Apple, coisa que não deu muito certo e o levou ao hospital, mas que tudo isso valeu a pena. Alguns empregados da Apple que fizeram parte da história aprovaram o filme, ficando felizes com o que foi mostrado. Para Kutcher, isso é o que vale.

Não deve ser fácil interpretar o gênio por trás da Apple e uma das maiores personalidades do nosso século. Invariavelmente, se aprende alguma coisa quando você é obrigado a estudar e emergir num personagem desses. Sobre isso, Kutcher disse ter aprendido três lições importantes: foco (como a habilidade de dizer “não” para muitas coisas), compaixão com o consumidor (querer transformar a vida de pessoas em vez de simplesmente fazer dinheiro) e a possibilidade de fazer o impossível acontecer.

JOBS estreará nos Estados Unidos em 19 de abril. Segundo o site IMDb, o filme será lançado em 1º de novembro aqui no Brasil, mas em contato com a assessoria de imprensa da produção o MacMagazine apurou que essa data pode não ser lá muito precisa.

[via TNW]

Posts relacionados

Comentários