As 24 primeiras horas da evasi0n: sobrecarga de servidores, bug no app Tempo e alerta da Apple

Ícone - evasi0n

Ícone - evasi0nSó faz pouco mais de um dia que os hackers do time @evad3rs liberaram a primeira versão da evasi0n, sua nova ferramenta de jailbreak untethered compatível com qualquer iPad ou iPhone/iPod touch rodando iOS 6.x. Mas, de lá pra cá, muita coisa já aconteceu.

Hoje mais cedo comentamos as imagens descobertas que podem ser indícios de um serviço de assinatura da Apple chegando à iTunes Store, mas confira a seguir um apanhado geral dessas primeiras 24 horas de vida da evasi0n.

Sobrecarga de servidores

Depois de tanto tempo de espera por esse jailbreak, surpreendente seria se o seu lançamento *não* desse um baque em servidores. Em apenas 20 minutos, a hashtag com o nome da ferramenta já estava entre os tópicos mais discutidos no Twitter.

[blackbirdpie id=”298481515984216065″]

Mesmo com uma página bem leve/objetiva e a publicação de vários links mirrors para download (os quais colocamos no nosso post original), o site oficial da evasi0n passou por maus bocados logo quando a ferramenta foi liberada. Felizmente, com o sistema de cache da CloudFlare (que também usamos aqui, no MacMagazine), mesmo com ele fora do ar os links continuavam visíveis.

Mas o maior problema não foi no site da evasi0n, e sim no Cydia. Depois de meses de marasmo, a central de repositórios gerenciada por Jay “saurik” Freeman foi duramente bombardeada por acessos ontem e até hoje ainda não estava funcionando de forma totalmente suave.

De acordo com o próprio “saurik”, ao menos 1,7 milhão de pessoas já instalaram a evasi0n em seus aparelhos. Ele mesmo publicou um gráfico mostrando o aumento absurdo no tráfego aos seus servidores:

Tráfego no Cydia após a evasi0n

Clique na imagem para ampliá-la.

Já “pod2g” compartilhou em seu blog dados do Google Analytics: de 30 de janeiro a 3 de fevereiro (ou seja, *não* inclui o dia de ontem, de lançamento da evasi0n), o site deles recebeu quase 3 milhões de visitantes únicos e mais de 17 milhões de pageviews. Incrível!

Bug no app Tempo

Como havíamos alertado anteriormente, a versão 1.0 da evasi0n não chegou livre de bugs. Felizmente, o mais comentado até agora não foi nada grave — e tem a ver com o app nativo Tempo (Weather).

Em iPads, a evasi0n curiosamente habilitou o app escondido pela Apple. Como ele não foi adaptado para a tela maior, todos os gráficos ficam “pixelados”. Já em iPhones/iPods touch, a coisa foi mais chata: o app simplesmente deixou de abrir/funcionar.

Felizmente, os hackers já estão trabalhando numa correção para isso:

[blackbirdpie id=”298860499272097793″]

Quem não quiser esperar, contudo, o hacker “pod2g” publicou um guia de como resolver o problema manualmente. O processo em questão só é recomendado para usuários avançados, vale alertar.

Eles também pretendem tornar os reboots mais rápidos:

[blackbirdpie id=”298862658860511232″]

Alerta da Apple

Não pode ser coincidência: no domingo (3/2), véspera da liberação da evasi0n, a Apple atualizou um artigo de suporte existente desde meados de 2009, que trata justamente sobre o tema “jailbreak”.

Logo no título do artigo, a Apple agora destaca que “a modificação não-autorizada” do iOS pode causar, além de instabilidade, vulnerabilidades de segurança e uma redução na autonomia da bateria de iGadgets, bem como fadiga, impotência e insônia. Já no texto, ela cita ainda que a prática pode causar problemas com chamadas de voz e transferência de dados, interrupção de certos serviços e mais.

Como já é sabido há muito tempo, a Apple não recomenda a realização de jailbreak em iGadgets e reitera que isso se trata de uma violação dos termos de uso do iOS, o que significa que ela pode se negar a atender aparelhos os quais contenham softwares não-autorizados. Nesses casos, recomenda-se que usuários antes restaurem o iPad ou iPhone/iPod touch via iTunes, eliminando qualquer traço de jailbreak.

Vale lembrar que a Apple ser contra a prática é bem diferente de caracterizá-la como ilegal — o que ela *não* é, nem no Brasil e nem nos Estados Unidos.

Análises sobre a ferramenta

Aos interessados em mais detalhes sobre como funciona a evasi0n, recomendamos ler um artigo da Accuvant sobre o componente userland e uma entrevista da Forbes com o hacker David “planetbeing” Wang, um dos membros dos @evad3rs.

Como vocês verão, hoje os métodos usados pelos hackers são bem complexos e não envolvem uma única brecha do sistema. Como sempre, com o novo jailbreak à solta a Apple tem agora o que precisa para resolver essas vulnerabilidades no iOS, algo que já deve ser visto no próximo update do sistema — nem que seja um 6.1.1 da vida.

Graças à evolução natural do sistema da Apple e a esse jogo de gato e rato com os hackers, o iOS é hoje um sistema altamente seguro. Por outro lado, está cada vez mais difícil encontrar brechas que viabilizem soluções como a evasi0n. Quanto tempo será que vai demorar para os hackers conseguirem libertar as próximas gerações de iGadgets e o iOS 7?…

Posts relacionados