Surge um novo e “revolucionário” software de videoconferência, inicialmente só para Mac

Ícone/logo do Rabbit

De uns anos pra cá, softwares de videoconferência evoluíram bastante. Hoje em dia eles funcionam de forma bem mais suave e com qualidade superior, suportam múltiplas pessoas, permitem a troca de arquivos, oferecem recurso de compartilhamento de tela e muito mais. Ora, não tem lá muito tempo que a gente se contentava só com áudio! 😛

Mas há quem ache que ainda dê para eles serem “reinventados”. É o caso da startup Rabbit.

Como mostra o vídeo promocional deles, a proposta do Rabbit é promover uma nova revolução em chats com vídeo. E o mais bacana: ele chega de forma exclusiva para Mac, ao menos inicialmente. 😉

Logo de cara, uma coisa legal do Rabbit é que ele não requer que usuários criem uma nova conta num serviço totalmente novo. A base do Rabbit é o próprio Facebook, o que facilita bastante as coisas.

Em termos de funcionalidades, não há muito o que sair do padrão é claro. Tudo isso o que eu citei acima está no Rabbit, mas o grande diferencial dele talvez seja a sua interface — realmente, bem diferente das que estamos acostumados e super-interativa. As conferências também podem ser combinadas com filmes, TV, músicas e fotos — por exemplo, dá para assistir a vídeos do YouTube ou do Netflix junto de seus amigos, virtualmente.

O Rabbit por enquanto está em fase beta fechada, e para entrar nele é preciso ser convidado por alguém que já tenha uma conta (ou então você coloca seu email no site oficial e aguarda). O aplicativo em si pode ser baixado gratuitamente pelo Facebook e requer o OS X 10.7 ou superior.

A coisa promete!

[via TechCrunch]

Posts relacionados

Comentários