Review: iUSBport, a USB que faltava em seu iGadget

iUSBport

Vira e mexe aparece algum projeto bacana no Kickstarter, a maior plataforma para financiamento de projetos criativos e que sempre recebe destaque aqui no MacMagazine. O item da review de hoje é criação da Sanho, o iUSBportjá comentado por nós na época de seu lançamento.

Publicidade

O acessório é um incrível adaptador que transforma qualquer dispositivo USB (HDDs externos, pendrives, leitores de cartão de memória, entre outros) em um servidor sem fio, sem a necessidade de qualquer outra conexão e capaz de compartilhar arquivos com qualquer iGadget, Mac, PC ou Android. Além disso, o dispositivo ainda possibilita conexão via FTP/SMB/uPnP/DLNA, pode fazer backups e sincronizar as informações de seus itens USB de armazenamento com serviços na nuvem, como o Dropbox.

iUSBport

O aparelho vem em uma caixa de acrílico, com um cabo USB utilizado para recarga de sua bateria — cuja autonomia é de até cinco horas — e um pequeno manual, em inglês. Para uma recarga completa, o iUSBport requer cerca de quatro horas na fonte de alimentação de iPads ou em um Mac, podendo ser utilizado qualquer outro dispositivo para a recarga (o tempo varia de acordo com a potência da porta). Vale ressaltar que é possível utilizar o gadget e carregá-lo ao mesmo tempo, uma vez que as portas para conexão e recarga são diferentes. 😉

Publicidade

O iUSBport é realmente pequeno e leve. Medindo 75x58x22mm e pesando pouco mais de 100g, ele é um acessório perfeito para ser carregado na mochila, bolsa ou até mesmo no bolso da calça. Em sua estrutura de plástico (de boa qualidade), dois pequenos LEDs indicativos mostram a conexão Wi-Fi (padrão IEEE 802.11b/g/n) e a carga. Um display mostra informações sobre os aparelhos conectados via USB e sobre as redes. Uma conexão DC para recarga da bateria (com capacidade de 2.600mAh) e um botão para ligar/desligar completam o aparelho.

O uso dele é muito fácil. Uma vez carregado, basta conectar qualquer item de armazenamento USB, procurar pela rede iUSBport — que estará visível e poderá ser selecionada por seu dispositivo — e, em seu navegador de internet, entrar na URL http://usb. Se prefere um app nativo, uma versão para iPads está disponível para download gratuito na App Store.

iUSBport 2

Caso deseje se conectar à internet e ao dispositivo ao mesmo tempo, basta clicar no botão de configurações apresentado na página, marcar que deseja se conectar a redes conhecidas, digitar e repetir a senha e pronto. O endereço de IP de seu dispositivo será apresentado no pequeno visor.

iUSBport iOS

No modo ad hoc, sem a necessidade de conexão com a internet, o nome de sua rede pode ser mudado bem como pode requerer senha e/ou ser ocultada. No campo das configurações, ainda é possível resetar/reinicar o dispositivo, removê-lo com segurança e verificar informações relacionadas ao firmware, que é atualizável.

Publicidade

O aparelho permite a conexão de até oito dispositivos ao mesmo tempo para música, fotos e documentos, mesmo sendo visualizado um arquivo diferente em cada aparelho. Para filmes, o iUSBport suporta até três dispositivos acessando arquivos em HD (High Definition) simultaneamente, sendo a solução perfeita para você que gosta/quer carregar um monte de filmes mas tem um iGadget com 16GB de capacidade, por exemplo. No caso de documentos, livros e fotos, o app permite a cópia para seu dispositivo — filmes e músicas, apenas a visualização. Vale lembrar que o iUSBport é compatível com os seguintes fortmatos de arquivos de sistema: FAT32, NTFS, HFS, HFS+, exFAT e EXT 2/3/4.

iUSBport e HD

O iUSBport conta com duas cores (preto e branco) e está saindo por US$100, mais frete e impostos.

Publicidade

Recomendo a compra? Sim, sem a menor dúvida! Outras fabricantes produzem HDDs externos e ferramentas de armazenamento que oferecem algo semelhante mas poucos acessórios hoje em dia são tão versáteis, fáceis de configurar e interessantes quanto o iUSBport.


✔ PRÓS

  • Tamanho.
  • Praticidade.
  • Versatilidade.
✘ CONTRAS

  • Valor do imposto pago à Receita Federal.
  • Falta de um app para iPhones (disponível apenas para iPads).

Minha nota: 5/5 ★ ★ ★ ★ ★

Posts relacionados