A vida através de um iPhone #7

A vida através de um iPhone

Whami! It’s time for some MORE food photography!

Na semana passada, comecei a explorar um pouco o tema de fotografia de alimentos e pratos. Hoje vamos falar um pouco mais sobre isso.

Partimos da premissa que estamos falando de fotos amadoras com o iPhone e não fotos que são parte de um job. Ou seja, no final das contas vamos fotografar o que comemos por aí. E, para mim, nada melhor que algumas ostras frescas. Vamos lá!

Quando você come diversas vezes o mesmo prato ou alimento, o que acontece são muitas oportunidades de se fotografar o mesmo assunto. O que fazer para não ficar sempre com a mesma foto? O que eu faço é criar diversas cenas, trabalhar mais ou menos como um produtor, para dar um look legal para as fotos. Criar uma atmosfera gostosa com um belo apelo visual. Tanto no ramo amador quanto no profissional, o fotógrafo precisa ter um bom gosto visual, precisa ser o seu próprio produtor, arrumar as coisas harmoniosamente no set. Mesmo profissionalmente, não é toda empresa que vai ter a verba para contratar um produtor para acompanhar o fotógrafo. Portanto, muitas vezes, o fotógrafo faz a própria produção. O mesmo vale para as fotos com o iPhone: faça você mesmo a sua produção. Isso já é meio caminho andado para a foto ficar legal. Estude o assunto, tente ângulos diferentes, arrume as coisas de uma boa maneira no set.

Veja abaixo o resultado dessas técnicas aplicadas nas ostras:

A vida através de um iPhoneA vida através de um iPhone

A vida através de um iPhoneA vida através de um iPhone

A vida através de um iPhoneA vida através de um iPhone

Agora vamos falar de carne. Uma ideia legal também é mostrar o modo de preparação das comidas. Como se fossem fotos de backstage, do trabalho que vem antes de ele ser colocado na mesa. Como estamos falando de carne e muitas vezes ela é preparada na churrasqueira, podemos explorar esse quesito também. Trabalhando tanto ela por fora, em seu ambiente, como utilizando a grelha como objeto gráfico. O resultado fica bacana e um tanto inusitado. E claro, vale também mostrar o prato pronto, com seus acompanhamentos.

As primeiras imagens, do hambúrguer, da churrasqueira, da costelinha e da picanha na chapa foram feitas por mim. O último prato é o hambúrguer de fraldinha com vegetais grelhados do Zino Adega e Restaurante, na Vila Mariana (em São Paulo). Nesse caso, achei que os vegetais dão uma cor bacana que contrastam com a carne.

A vida através de um iPhoneA vida através de um iPhone

A vida através de um iPhoneA vida através de um iPhone

A vida através de um iPhoneA vida através de um iPhone

Outro jeito de se pensar, em vez de se focar no tipo de comida, é pensar no formato. Aqui, peguei diferentes alimentos com o mesmo formato. Fica bacana, pois nenhuma comida tem a ver com a outra, são pratos totalmente diferentes, mas ao mesmo tempo eles são unidos pelo formato redondo.

O primeiro prato é uma carne de panela com mini-cebolinhas, que depois é grelhado na frigideira. O prato de massas vem com três molhos: polvo e lula ao vinho, sugo e anchovas. O sucrilhos e a romã dispensam apresentações. São todos feitos em casa.

A vida através de um iPhoneA vida através de um iPhone

A vida através de um iPhoneA vida através de um iPhone

Agora, vamos falar de hambúrguer. Delícias a parte, eles são todos meio parecidos, certo? Não, não. Se você olhar bem, cada um tem sua particularidade. A rodela de cebola gigante, o queijo roquefort, seu peito de frango empanado ou até mesmo as batatas doces fritas de acompanhamento. Então o legal é acentuar a particularidade de cada um.

Aí vão alguns exemplos do que estou falando. Eles, como não poderia deixar de ser, são todos americanos. O primeiro é do Johnny Rockets, em Los Angeles. O segundo é de um restaurante chamado Lucky Devils, em LA também. O terceiro é do P.J. Clarke’s, de Nova York. E o último é do Cheesecake Factory, em LA. Afinal, ninguém faz hambúrguer melhor que eles, certo?

A vida através de um iPhoneA vida através de um iPhone

A vida através de um iPhoneA vida através de um iPhone

Os pratos podem ser dispostos com alguma bebida para harmonizar o clima da foto. Aquilo que estávamos falando lá no começo, fazer a sua produção. Note que já começo a fazer um link com o próximo post, que será sobre fotografia de bebidas. Seguem duas fotos de como se pode fazer isso no restaurante ou até mesmo em casa, como mostrado aqui.

A vida através de um iPhoneA vida através de um iPhone

E, para finalizar, aí vai um dos meus aperitivos preferidos da cidade (Sampa). São os dadinhos de tapioca com queijo-coalho do Mocotó. O restaurante fica bem longe, na Vila Medeiros, mas vou te falar, vale o passeio.

A vida através de um iPhone

Posts relacionados

Comentários