O que faltava a Samsung copiar? Ah, sim: o Passbook

Passbook da Samsung - Wallet

A Apple não criou o primeiro MP3 player, não foi pioneira em smartphones e nem concebeu o tablet do zero. Mas esses foram alguns dos produtos que ela “reinventou” do seu jeito e conseguiu sacudir o mercado, ditando novas tendências. É inegável que muitas empresas de tecnologia se inspiram nela, mas tem uma que há tempos se destaca: a Samsung.

E se destaca da pior forma possível, porque ela é baixa. Porque ela conseguiu montar um departamento de designers sem vergonha nenhuma de montarem seus “portfólios” com inúmeras cópias descaradas de criações da Apple, sem se dar ao respeito de ao menos tentar criar algo original/diferente.

E ela continua seguindo esse rumo.

Passbook da Samsung - Wallet

A imagem acima mostra o novo aplicativo Samsung Wallet, apresentado hoje durante o Mobile World Congress (MWC) 2013, em Barcelona.

Eis um vídeo mostrando um pouco dele funcionando:

Mais uma vez, a história se repete. A Apple não foi a primeira a criar um sistema de “carteira digital” quando lançou o Passbook, mas ela fez a coisa do seu jeito. Microsoft e Google também têm soluções próprias, todas com propósitos semelhantes mas com estilos únicos. A Samsung, por sua vez, de novo atesta que tudo o que a Apple faz deve ser chupado — isto é, tudo que sai de Cupertino pelo jeito é perfeito para ela.

Os sul-coreanos não perdoaram nem no ícone:

Passbook da Samsung - Wallet

Não há nada mais benéfico para o mercado do que concorrência, ainda mais quando ela é acirrada. Mas o jogo que a Samsung vem fazendo nos últimos anos é terrível e não traz absolutamente nada de bom para nós.

Só tem uma coisa que ninguém pode negar: a Samsung se tornou a mestre mundial do “falem mal, mas falem de mim”. Afinal, cá estamos nós, de novo.

[via The Verge, TechCrunch]

Posts relacionados